30 de setembro de 2016

Resenha | Por Um Toque De Sorte

Livro: Por Um Toque De Sorte
Autora: Carolina Munhóz 
Editora: Rocco
Páginas: 304
Sinopse:
De Dublin a Paris, Rio de Janeiro e Hollywood, eles estão por toda parte. São os donos das marcas que você usa, comandam os canais de televisão a que você assiste, e criam os aplicativos de celulares que você baixa.
O que Emily O'Connel não esperava, no entanto, é que estar envolvida nesse legado sobrenatural poderia levá-la para o centro de um esquema perigoso e cruel. E que confiar cegamente em alguém a conduziria ao pior momento de sua vida.
Com raiva e o coração despedaçado, a socialite deixa seu mundo de glamour e embarca em uma busca atrás de um impostor que rouba toques de ouro. Mas Emily vai ser capaz de cumprir a jornada sem se tranformar na mesma espécie de monstro que a machucou?
Isso ela só vai descobrir no final do arco-íris. Se chegar até lá.

Por um toque de sorte é o segundo livro da série Trindade Leprechaun, escrito pela brasileira, Carolina Munhoz, sendo que o primeiro livro é denominado de Por um toque de ouro e o último ainda não foi lançado.
(Resenha | Por Um Toque De Ouro - Clique Aqui)
A história começa com Emily procurando pistas de onde Aaron pode estar para poder pegar de volta seu "pote de ouro", sua sorte, sendo que ele o roubou e vingar a morte de seus pais, já que ele é o assassino, pelo menos é que tudo leva a acreditar.
Sem ninguém, sua única família é seu melhor amigo, Darren. E então, temos um novo personagem na história, o Liam, que também foi enganado por Aaron e acreditava que o mesmo o amava, mas era só para poder roubar sua sorte também. Emily e Liam se juntam por vingança ou poderíamos dizer, por justiça.
A história gira em torno de encontrar Aaron e entender o que é ser um Leprechaun. Porém, o destino faz acontecimentos que podem abalar essa busca.
Darren, se apaixona por Liam, e até mesmo, Emily, torce para que eles fiquem juntos. Porém, em mais uma noite de busca, Liam bate na porta do quarto de Emily. Eles se beijam. Eles se amam.
Emily, esconderá esse romance do amigo, que faz de tudo por ela, e continuará na busca por respostas.
Fora toda essa busca por Aaron e por respostas, Emily tem que lutar para não se tornar um monstro como seu inimigo.

Carolina Munhóz é uma de minhas escritoras preferidas, e novamente, ela me surpreendeu.
A narração de Por um toque de sorte é ótima. Entendemos o que a personagem está sentindo, mesmo que aconteça muita coisa na vida de Emily, você compreende cada detalhe do que ela sente e do porquê ela pensar de tal forma.
A autora não deixou brechas ou pontas soltas, trouxe tudo com o maior cuidado, o que resultou em um ótimo trabalho.

Em algumas partes, acabei me irritando com a Emily, talvez seja porque eu ame demais o Darren, mas ela acaba se tornando egoísta. O amigo faz de tudo por ela. Abandona a própria vida pela dela, que agora está sozinha e mesmo assim, chega em momentos em que ela pensa que seria melhor ele ir embora, deixar que ela é Liam fizessem tudo sozinhos.
Liam é um personagem do qual não gostei, não por um erro de autora, entendo toda importância dele na história, mas não gosto da forma como as coisas acontecem entre ele e Emily, em como naquele momento, nada mais importa, são só eles. Não acho que ele seja claro em seus sentimentos para Darren, e as vezes acho que ele fazia até de propósito e isso me irritava. Entretanto, isso só me instigou a ler mais e mais, aponto de terminar o livro em pouco mais de um dia.

O livro mais uma vez, traz de bônus o que é praticamente um guia turístico, desta vez, como os personagens viajam para o Rio de Janeiro, eles falam muito de pontos turísticos e bonitos do nosso próprio país.

Por um toque de sorte, mesmo que traga um mundo de fantasia, traz um mundo verdadeiro, onde as pessoas são corrompidas pelo dinheiro e principalmente pelo poder, onde seriam capazez até de matar para conseguir ter tudo o que quisesse.
A magia misturada com a brutalidade humana é instigante e magnífica.

Se um dia eu tiver a oportunidade, quero dizer a Carolina Munhóz que o trabalho dela é perfeito e libertador. Nossa imaginação flutua para um mundo no qual não conhecemos nem em nossos sonhos.

Pela resenha, já ficou claro que recomendo o livro, porque não existe outra opção se tratando de Por um toque de sorte. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário