Resenha | A Seleção – Kiera Cass

Livro: A Seleção
Autora: Kiera Cass
Tradutor: Cristian Clemente
Editora: Seguinte
Páginas: 368
Para trinta e cinco garotas, a Seleção é a chance de suas vidas. A oportunidade de escapar da vida estabelecida para elas desde o nascimento. Entrar em um mundo de vestido brilhantes e joias de valor inestimável. De viver em um palácio e competir pelo coração do lindo Príncipe Maxon. Mas para America Singer, ser Selecionada é um pesadelo. Isso significa virar as costas para seu amor secreto com Aspen, que é de uma casta menor que a dela. Deixar sua casa para entrar em uma competição acirrada por uma coroa que ela não quer. Viver em um palácio constantemente ameaçado por rebeldes violentos. Então, America conhece Príncipe Maxon. Gradualmente, ela começa a questionar todos os planos que fez para si mesma- e percebe que a vida que ela sempre sonhou não é nada comparada com o futuro que ela nunca imaginou.

Instigante, divertido e apaixonante, A Seleção é o primeiro livro de uma saga já muito conhecida, mas que eu só fui ler agora. Esse livro irá te levar para o futuro, literalmente. Em uma história, aparentemente boba e de princesinhas, A Seleção, traz em uma realidade paralela, o que o nosso mundo está se tornando. O dinheiro dominará tudo, ao ponto de decidir quem você é, no caso, vai decidir de qual casta você é, se você é nobre ou mendigo, se terá o direito de comer bem ou se morrerá de fome.

A Seleção é uma história que se passa no futuro da nossa realidade, onde já não existe mais a casa branca, onde já aconteceu a terceira e a quarta guerra mundial, onde os Estados Unidos foi dominado pela China, em um país, denominado de Iléa. A sociedade deste país é dividida por oito castas. A casta Um são os nobres, no caso, a família real (rei, rainha, príncipe e assim por diante), a casta Oito é literalmente os "mendigos", eles só não são chamados assim. Eles passam fome, não tem o direito de comer, comer bem, mas são os que mais trabalham e também não tem o direito a educação, eles não tem direito a nada. America Singer – nossa protagonista –, é uma Cinco, o que faz com que ela passe muita dificuldade e falta das coisas, vivendo com sua família, America é apaixonada por Aspen, mas ele é um Seis, então o romance entre eles é proibido e escondido, porque a família – principalmente a mãe –, dela não permitiria que ela se casasse com alguém de uma casta inferior.
Em um belo dia, America recebe um convite para se "inscrever" na Seleção de pretendentes para o príncipe Maxon. Ela não deseja de forma alguma se inscrever para a Seleção, muito menos se casar com o príncipe porque ama incondicionalmente Aspen. Mas, todas as selecionadas – trinta e cinco ao total – irão morar no palácio e as famílias delas receberam uma ajuda financeira muito boa. Tendo a certeza de que nunca será selecionada, America se inscreve no sorteio porque sua mãe insiste muito e para sua surpresa, ela é uma das selecionadas.
Como não planeja de forma alguma conquistar o príncipe, afinal, não acredita que ele seja nada além de um idiota rico querendo um belo rosto para posar para fotos ao seu lado, America vai para a Seleção com o intuito de comer e ajudar a sua família até que o príncipe a mande embora, mas quando conhece o Príncipe Maxon, ela vê que ele é muito diferente do que ela acreditava que ele fosse e formando uma amizade com ele, seus sentimentos são postos à prova. Não pode mais amar Aspen, mas será que ama Maxon? Será que seria capaz de viver uma vida que ela nunca desejou?


A Seleção é um livro que se você seguir qualquer página literária no Facebook, lerá muita coisa sobre ele. Por ser um livro tão famoso, onde você ouve e lê muita coisa sobre, eu não muito interessei porque não gosto de livros que estão muito "moda", digamos assim. Mas eu tinha um interesse pela história e resolvi comprar, mas não estava nos meus planos lê-lo agora, porém, tenho uma amiga apaixonada por essa saga, que de tanto falar, me deixou curiosa para saber mais.
Eu nunca tive o preconceito de achar que era só uma historinha boba, porque acompanho muitos blogs que falam que o livro não é só isso e quero dizer para todos que ainda não leram: A Seleção não é uma história só de príncipe e princesa, ela tem muito mais a oferecer. 

O que foi mais surpreendente para mim é que não odeio um personagem nesse livro por achar que ele é mal desenvolvido. É muito difícil eu simpatizar com um personagem que acho que o autor não foi real com ele, mas neste livro, acredito que a autora foi tão real e profunda consigo própria, que conseguiu trazê-los para a história com verdade e são muito bem desenvolvidos, desde o primeiro momento é claro o que os personagens vieram trazer e fazer e o que eles tem para agregar no enredo.
A America, é uma protagonista verdadeira, seus sentimentos, mesmo nos momentos mais confusos são tão verdadeiros e reais, que chega ser palpável. Maxon, que acredito que vai se desenvolver nos outros livros, é apaixonante de uma forma tão simples, é natural que você se apaixone por ele porque ele é natural. Aspen, com todo o sofrimento que traz consigo até em seu olhar é crucial para a história, a paixão mesmo em uma dificuldade tão grande é sem dúvida de fazer o leitor querer virar a página e devorar toda a narrativa que Kiera Cass tem a oferecer.
Como uma leitora apaixonada por personagens coadjuvantes, secundários, esse livro me trouxe muitos personagens para amar e me apaixonar, mesmo que com poucas falas, como a Marlee, a rainha, as criadas, principalmente a Lucy. Espero ler mais sobre eles nos outros livros, porque realmente me apaixonei por eles.

O romance da história, vou ser sincera, não é o que mais me atrai nela, mas ainda estou no primeiro livro, não sei o que vai acontecer nos outros. Digo isso, porque a história começa com a America e o Aspen, e eu sei que muitos não gostam dele, mas eu gosto. E gosto do Maxon também, cheguei ao final do livro sem torcer para nenhum, no fim, não importava com quem ela ficaria ou não, com isso, quero dizer que não acho que o romance seja o mais importante da história, porque para mim não foi.

"Espero que encontre uma pessoa sem a qual não possa viver. Espero muito. E desejo que nunca precise saber como é viver sem ela."

Para o livro ser bom para mim, ele tem que ter algo a oferecer, algo que me faça pensar. Eu gostei de A Seleção pela realidade que a história traz e conta. A sociedade é dividida pelo dinheiro e quem tem mais, é melhor, quem tem menos ou nada, é um nada, sem direito algum, mesmo que trabalhe muito, mais que qualquer outro.
Nosso mundo hoje é dividido pelo dinheiro, só não admitimos isso publicamente. Os nossos governantes, que já são ricos, querem mais e mais, tiram da gente que não tem nada, para eles. Enquanto sentam e roubam, desfrutando do bom e do melhor, nós trabalhamos e muitas vezes não temos o que comer. Porque não neguem, a realidade do mundo e principalmente do nosso país é essa.

Para mim, A Seleção é uma crítica social ao nosso mundo. Até onde iremos por dinheiro? Até quando o dinheiro separará as pessoas e determinará quem elas são? Esse livro mostra claramente o que vai e o que já está acontecendo com a nossa sociedade. Então se você acha que A Seleção é uma história de princesas, dê uma chande. Deixe que Kiera Cass lhe mostre para o que veio, ela tem o mundo para te mostrar, um mundo muito maior que o seu preconceito com a história que você ainda nem leu.

A Seleção é um livro viciante, instigante a apaixonante. Ainda é o início e parece ter tudo para ser uma saga fantástica. Em uma realidade futura, a história mostra claramente o que as pessoas estão se tornando e fazendo pelo dinheiro. A Seleção fará com que você embarque na própria realidade, porque por mais que seja contada no futuro, ela é verdadeiramente a nossa realidade e o que estamos fazendo com o nosso mundo.

E você, aceita a realidade do seu mundo?

"Por acaso eu desejaria uma vida que nunca quis? Estaria disposta a vê-lo em encontros alegres com outras apenas para se certificar de que não estava errado? A assumir a responsabilidade de princesa? Eu queria amá-lo?"

Adquira

4 comentários:

  1. Como tu disse, muita gente fala desse livro e eu nunca parei pra ler muito profundamente nada, não tinha curiosidade nenhuma sobre a história. Mas agora lendo sua resenha me pareceu interessante.

    Seguindo o Blog.
    😍
    www.cupidobrega.com.br
    Canal no YouTube

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Quando eu li os livros eu amei, ainda falta eu ler os dois ultimos. Mas vejo diversas opiniões e muita gente não gostou. Eu gostei, dos primeiros.
    Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sabe que nunca li um livro desse gênero? Fico curiosa porque todo mundo fala que é viciante, talvez eu comece por este :D


    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Confesso que estou com esse livro na estante parado faz 1 ano e sei lá, não tinha tanto interesse na história, eu comprei e quis ler por causa de tanto comentarem e falarem bem. Mas acho que está na hora de desencalhar ele, ler e ter minha opinião sobre.
    Amei sua resenha, ficou incrível.

    Parabéns pelo blog, estou seguindo para acompanhá-lo mais vezes.

    Beijo, beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderExcluir