Resenha | Uma Chance Para Recomeçar – Diana Scarpine

Livro: Uma Chance Para Recomeçar
Autora: Diana Scarpine
Número de páginas: 432
Ano de publicação: 2016
Editora: Pandorga

Carina é uma workaholic rica e bem-sucedida cuja vida se resume ao trabalho. Afogada em estresse, ela não se importa com a solidão que habita seu coração, pois o amor nunca foi uma de suas prioridades, até que algo inusitado acontece. Repentinamente, ela se vê privada do trabalho e, desesperadamente, desejando aplacar a solidão que a consome, principalmente quando conhece Aurélio, que a trata de uma forma diferente da qual ela está acostumada. Consumido pela tragédia que vitimou sua família e deixou-lhe sequelas físicas e emocionais, Aurélio não quer nada além de se afundar cada vez mais na dor e na culpa que sente. Suas certezas começam a ficar abaladas à medida que Carina se aproxima cada vez mais dele. Quantos obstáculos são necessários vencer para recomeçar? O amor é capaz de vencer as amarras do passado e o preconceito?

Surpreendente, romântico, dramático e completamente emocionante, Uma Chance Para Recomeçar é um livro que não permitirá que você dê uma pausa na leitura para beber um copo de água ou dormir um pouco porque você precisará urgentemente saber que rumo a vida de Carina e Aurélio tomará. Você não vai parar até chegar a última página.

Começamos a história com Carina descobrindo que a parte direita de seu rosto esta com paralisia facial e ela perderá (até aquele momento) o movimento da metade de seu rosto, o que não a deixava nem piscar o olho ou sorrir, pior ainda, ela não conseguia comer sem que sujasse todo o seu rosto e a mesa a que estava sentada. Procurando rapidamente um médico, Carina começou logo um tratamento com sessões de fisioterapia para recuperar o movimento e a expressão de parte de seu rosto. Na mesma clínica onde fazia as sessões de fisioterapia, Carina, por recomendação de uma senhora, marcou uma sessão também de massoterapia, com Aurélio. O que ela não sabia é que Aurélio era o mesmo homem em quem acidentalmente tropeçou e caiu em seu colo, dias antes. Não tinha como ela saber, afinal, com a vergonha que tinha dos outros verem a paralisia facial de seu rosto, ela não olhará para ele. E com a mesma vergonha, não olhou para ele no dia da massoterapia, só relaxou enquanto sentia as maravilhosas mãos de Aurélio lhe acariciarem.
Após alguns constrangimento na sala de massoterapia de Aurélio, pois ela sentia vergonha pelo seu rosto e ele parecia sério demais, Carina esbarrou mais uma vez em Aurélio, no mesmo lugar. Constrangida, ela tentou puxar assunto e acabou de forma ainda mais constrangedora, com um comentário aleatório, descobrindo que ele era cego. Carina já tinha notado que as mãos maravilhosas de Aurélio que lhe massageavam eram "deformadas" e cheias de cicatrizes e que ele usava uma mascara em seu rosto, para esconder cicatrizes e roupas largas para cobrir todo o seu corpo. Em um ato de se desculpar, Carina ofereceu uma carona a ele.
A partir deste momento, ela já começa a perceber a atração que sente por ele, mesmo sem entender, afinal ele não era bonito, longe disso. Mas essa atração não era recíproca, já que Aurélio fazia questão de deixar bem claro que não gostava dela. Porém, essa atração de Carina vai se transformando em paixão e talvez em amor, mas ela não podia, porque sua rival era alguém impossível de competir e principalmente de ganhar.
Aurélio sofrerá um acidente de carro há dez onde ele ficará totalmente cego e com 50% do corpo queimado, mas o pior era que sua amada esposa Amália e sua filha Talita morreram neste acidente e Aurélio se culpava por isso e por muito desejou morrer para que pudesse ficar ao lado delas. Carina nunca teria uma chance com Aurélio porque sua maior rival era uma pessoa morta, a esposa dele, a mulher a quem ele jurou amar até o fim de sua vida e que nunca amaria outra pessoa. Entretanto, o destino estava dando uma chance para Aurélio recomeçar, o problema é que ele, até então, não queria essa chance.


Uma Chance Para Recomeçar é uma história que me deixou sem fôlego, que me surpreendeu desde o primeiro momento. Desde o primeiro capítulo. Carina é uma personagem que os sentimentos dela são arrebatadores de tão intensos, mesma que seja uma pessoa que desde o início percebemos que não vive muito a vida, que se afunda cada vez mais em trabalho, seus sentimentos quando explorados são de te deixar sem ar, porque são muito verdadeiros e a escritora consegue descrevê-los de uma forma tão crua, tão real que parece que realmente estamos na pele da personagem. O desespero, o constrangimento, a atração, a paixão, o amor, a insegurança, a raiva, o medo. A voracidade de seus sentimentos, mesmo que muitas vezes Carina tenha que escondê-los, como o amor por Aurélio, são tão reais que me fez ficar com a respiração acelerada, que me fez ficar sem fôlego e cada vez mais desesperada para saber mais, saber o que viria, o que aconteceria.
É impossível não se apaixonar por Aurélio, mesmo que a descrição de sua aparência, já que sofreu um grave acidente, não seja maravilhosa, mas esse é o melhor da história. Como Carina, nos apaixonamos pela beleza interior e aprendemos a valorizá-la mais. Aurélio é uma pessoa sofrida, que o destino da vida lhe pregou uma peça cruel, mas que mesmo assim ele foi obrigada a continuar. Os sentimentos de Aurélio também é uma parte importante da história, por mais que até o momento em que ele ainda se sente preso a falecida esposa seus sentimentos não sejam tão intensos, a partir do momento em que ele entende a necessidade e como gosta da amizade de Carina, os sentimentos dele, assim como os dela, se tornam tão intensos quanto. Ele vive uma vida sem realmente viver, e precisa entender que ele assim como todas as outras pessoas no mundo, tem o direito de recomeçar, tem a chance de recomeçar. É claro que ele nunca esquecerá o acidente que levou sua esposa e sua filha, mas após dez anos de remorso e culpa, a vida finalmente estava lhe dando uma nova chance. Estava lhe dando Carina. Ele só precisava perceber que era capaz de amar novamente e que já a amava, antes que fosse tarde demais.

"Nossas principais características não são suficientes para nos definir. O ser humano é muito mais complexo do que isso. É uma síntese mutante do todos os traços de seu caráter, combinada às suas experiências de vida."

Com personagens tão bem desenvolvidos, Diana Scarpine também te traz a leveza da escrita poética, onde nos leva diretamente ao lugar em que os personagens se encontram, observando a lua e sentindo o cheiro suave da brisa leve em seus rostos. O que quero dizer é que mesmo com temas tão dramáticos, como a deficiência e o preconceito, ela consegue introduzi-los com simplicidade e leveza, facilitando a leitura e tornando-a viciante.

Outro ponto que gostei bastante é que a autora traz músicas de cantores tão importantes da nossa cultura brasileira em momentos tão importante da vida de seus personagens, onde a letra daquela música realmente se encaixa com a história e com o momento, que faz o leitor viajar ainda mais em sua imaginação, agora, com uma trilha sonora. Zé Ramalho, Tim Maia, Gal Costa e Roberto Carlos, foram cantores citados no decorrer da história e posso dizer que o melhor momento envolvendo as músicas destes ícones é no final onde Carina e Aurélio... bom, não vou contar, vão ter que ler!



Uma Chance Para Recomeçar é uma história que retrata o amor da forma como realmente deveria ser: intenso e verdadeiro, sem dúvidas. Que fala sobre o preconceito com a realidade crua e verdadeira que se necessita para conseguir introduzir esse tema com tanta realidade. Que nos mostra e nos emociona ao mostrar a dificuldade que é recomeçar, enfrentando o passado e principalmente o preconceito tanto dos outros quanto o seu próprio, o impedindo assim de chegar ao amor.

Todos têm a chance de recomeçar, independente do que aconteça e das barreiras que a vida coloca em seus caminhos, basta querer, basta a força de vontade partir de você. Essa é principal mensagem do livro. O amor pode nos levar a fazer coisas e superar o que for necessário, mas para isso é preciso uma atitude nossa. É preciso que estejamos abertos a receber uma chance para recomeçar.

E você, aceita uma chance para recomeçar?

"A vida tem muitos mistérios que, nem sempre, somos capazes de compreender; mas é importante que sejamos capazes de reconhecer e agarrar a chance de recomeçar quando ela surge em nossa vida."
Adquira

1 comentários:

  1. Muito obrigada pela linda resenha, Gabriela! Adorei!

    Abraços,
    Diana Scarpine.

    ResponderExcluir