Resenha | Simplesmente Amor – Helena Andrade

Livro: Simplesmente Amor
Autora: Helena Andrade
Editora: Ler Editorial
Páginas: 216

Imagine encontrar o amor verdadeiro, vivenciá-lo em sua plenitude e depois perdê-lo nas entranhas da mente. 
Ao realizar uma viagem de férias à Europa, Alícia vive momentos que não só podem mudar seu futuro, mas também lhe trazem revelações do passado. Quando retorna ao Brasil, um acidente a coloca entre a vida e a morte, tendo como consequência a perda das lembranças. Sem consciência de suas experiências, ela retoma sua vida, casa com o antigo namorado e deixa o acaso conduzi-la. Porém seu corpo começa a mostrar-lhe que existem mistérios por trás da amnésia, algo tão profundo que nem mesmo a perda da memória foi capaz de apagar. 

Surpreendente é a palavra mais adequada para começar a falar de Simplesmente Amor. Com toda a sua simplicidade, essa história vai te levando para seu mundo e quando você perceber terá lido uma história emocionante, envolvente e completamente surpreendente. 

Alícia, que está voltando para São Paulo depois de fazer uma viagem à Páris, parecendo aflita e com uma necessidade absurda de falar com os pais, se envolve em um acidente de carro e fica entre a vida e a morte.
Após três semanas, Alícia acorda do coma ao qual estava, sem entender o que está acontecendo. Ela não se lembra do termino do seu namoro de anos, não se lembra de sua viagem à Europa, não se lembra do que viveu lá, dos momentos que podem mudar seu futuro e trazer revelações de seu passado.
Com essa pequena – importante – parte de sua vida esquecida, Alícia entrega sua vida ao acaso após tomar a decisão de se casar com seu ex-namorado e continuar a viver como se esses dias de sua vida realmente não tivessem existido, já que ela não se lembra. Porém, ela sente que algo não está completo em sua vida. Algo está faltando. Mesmo que não se lembre, ela sente.

Simplesmente Amor é um livro nacional, narrado em primeira pessoa que consegue envolver o leitor desde o primeiro capítulo. Confesso que estou com dificuldades para fazer essa resenha, porque ainda estou meio entorpecida pela leitura. Sabe quando o final de um livro pode ser ou não ser o que você espera, mas ele te surpreende de tal forma que você fica meio chocado? Bom, foi isso o que aconteceu comigo lendo Simplesmente Amor.

Eu estava muito ansiosa para ler esse livro porque só pela sinopse eu já esperava que ele fosse bom e o início foi completamente instigante. Foi aquele livro que logo no início te pega fazendo com que você não queira parar de ler, entretanto, quando eu estava na metade do livro, comecei a ficar meio receosa, com medo de que a história fosse ser só um romance bobo, onde o final é bem óbvio e não tem nada a oferecer.
Porém, me provando o contrário, a autora foi desenvolvendo a narrativa com uma intensidade mesmo de forma simples que me fez ficar muito curiosa e ansiosa para ver como tudo se desenvolveria e terminaria. Por isso digo que o livro é tão surpreendente.
"Talvez, se fechasse os olhos, acordaria em casa, livre desta sensação horrível no peito, como se meu coração tivesse sido arrancado e só restassem os estilhaços ao redor do buraco."
Alícia é uma mulher forte, mas que acaba deixando que o acaso conduza a sua vida. Com conflitos internos muito bem desenvolvidos, os sentimentos de Alícia conseguiram ser transmitido pela escrita da autora com verdade. Tendo que continuar vivendo uma vida que não lhe faz realmente bem e sentido a falta de algo ou alguém que ela não tem ideia do que seja ou quem seja, Alícia vai se mostrando cada vez mais forte ao chegar em determinado momento e tomar atitudes. Não podia continuar naquela vida e só ela poderia resolver isso. Alícia é aquela protagonista que te faz realmente torcer para que consiga ser feliz, porque você sabe que ela merece. 
Miguel, é o personagem que no primeiro momento eu não gostei porque imaginava que ele seria descrito com muita perfeição e, mais uma vez me provando o contrário, Simplesmente Amor me fez realmente querer saber mais sobre esse personagem. Mesmo sendo narrado por Alícia acho os sentimentos de Miguel bem visíveis e também bem verdadeiros. Ele é o homem por quem Alícia se apaixonou e juntos, decidiram ficar juntos, mas em um dia, do nada, ele não consegue mais entrar em contato com ela e quando realmente a encontra, ela está se casando com outro. Ele também é uma vítima – uma das principais – da peça que o destino pregou neles. Miguel é tão romântico que é impossível não sorrir com ele, e o mesmo é também um personagem que te faz torcer para que tudo dê certo no final.
"A dor no peito, tão familiar, se intensificou. Agora sei a causa dela. A ausência dele me arrasava. No entanto, ele se foi e não havia como mudar o passado."
Qualquer pessoa que me conheça um pouquinho sabe do meu sério problemas com personagens coadjuvantes porque me apaixono por eles, mesmo que eles não aparecem muito na história. Com Simplesmente Amor isso também aconteceu e fiquei completamente apaixonada pela Milena e pelo Diogo, e sem brincadeira, se eles tiveram duas cenas juntos é muito. Queria saber mais sobre eles, me arrisco a dizer que queria um livro sobre eles, até porque um ponto muito bom no livro é que a escritora não colocou personagens coadjuvantes como se eles não tivessem histórias, muito pelo contrário, mesmo que rapidamente, é citado muitas coisas das vidas dos coadjuvantes. Falo que a história da Milena e do Diogo poderia dar um livro porque fica uma ponta solta na história que é se a Milena conseguiu engravidar ou não, será que ela realmente não poderia ter filhos? Adoraria saber mais sobre isso e acredito que só pelo livro deixar o leitor com uma miníma curiosidade, significa que ele é bom em pelo menos algum ponto.

O romance do livro é maravilhoso. Alícia e Miguel tem uma química inegável. O melhor de tudo nesse romance é que Alícia se apaixona por ele sem ter recuperado a memória ainda e isso mostra realmente o significado da história: Se o sentimento é verdadeiro, nada, nem ninguém poderá interferir, nem uma fatalidade do destino conseguiu. Nem a perda da memória conseguiu.
"Pela primeira vez nos últimos dois anos, sinto estar de fato vivendo, fazendo minhas escolhas. É como se o sol tivesse voltado a brilhar depois de um denso período de escuridão, me energizando, revigorando-me. Estou feliz."
Simplesmente Amor é um romance e isso é óbvio e é muito lindo o significado dos sentimentos na história. O significado do amor. Mas o melhor ainda é que esse sentimento não se limita só ao romance da história, ele se expande e mostra a importância e o quão magnífico é amor de mãe para filho, de filha para os pais, dos amigos. Do amor ao próximo.

O final como já comecei dizendo é arrebatador para mim. Eu fui completamente surpreendida pelas revelações sobre a Alícia e seu passado e isso foi mais uma forma de mostrar outra forma de amor, mesmo que não pareça. Simplesmente Amor é uma constante que começa maravilhosamente bem e termina maravilhosamente bem. 

Com uma narrativa bem simples, Simplesmente Amor te arrebatará para essa história fazendo vivê-la com intensidade como se realmente fosse um dos personagens. Fará você ver e sentir a importância, a expansão e a intensidade do amor, que pode te fazer cometer erros achando que é o melhor para quem você ama, que pode te fazer ter as melhores atitudes do mundo. Que pode te fazer mover o mundo ou pelo menos, o que está a sua volta e isso já é mais do que a maioria faz.
"Por que magoamos as pessoas que amamos? Será que é por que somos imperfeitos? Ou por julgarmos estar fazendo melhor? O que sei é que ao buscarmos proteger o outro, também causamos sofrimento, ainda que não tenhamos intenção."
Adquira
Saraiva | Ler Editorial | Buscapé | Amazon (e-book) 

11 comentários:

  1. Nossa! Esse livro realmente te surpreendeu.
    Eu também adoro personagens coadjuvantes. Algumas vezes, gosto mais deles que os protagonistas hahahha
    Confesso que não tinha muito interesse nesse livro, mas depois dessa resenha maravilhosa, me resta conferir.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Resenha Premiada Paixão e Crime

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Estou muito curiosa para ler este livro, e sua resenha me deixou mais animada. Parece ser linda e emocionante esta história, amei o enredo e quero sim ler.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que resenha maravilhosa! Amei a forma como descreveu a história e o fato de ter mergulhado nela. Voce captou com maestria a essência da trama. Gratidão por seu retorno, estou até emocionada! Surpreendente ������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imensamente feliz por ter gostado da resenha, significa que eu consegui expressar com verdade o que o livro me passou, porque meu maior medo era não conseguir expor em palavras tudo o que Simplesmente Amor me passou!

      Excluir
  4. Adorei a capa desse livro <3 A resenha ficou maravilhosa e fiquei com muita vontade de ler! Adoorei
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi..
    Confesso que não é meu tipo de leitura preferida, mas sua resenha me despertou aquela vontade de ler.
    Amei as fotos.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  6. Oie!

    Que livro lindo!

    Abraços...

    http://submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi! Que resenha maravilhosa. Eu tinha visto o livro e também estou louca para conhecer. Ultimamente tenho lido muitos enredos com perda de memória e sempre gosto de ver como a autora vai desenvolvendo o mistério através das lembranças que os personagens não conseguem lembrar. Amei tua forma de escrever, muito cativante!
    Um beijo, Leitora Encantada
    Participe do sorteio do blog e concorra a três livros

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Ai meu deus... Essas histórias que envolvem perda de memória são sempre lindas né?
    Não conhecia esse livro, mas agora fiquei morrendo de vontade de ler e acho que vou chorar bastante kkkkkk
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=0v9U832Kb8g

    ResponderExcluir
  9. Por cima me fez lembrar o ''A última carta de amor'' da Jojo Moyes e achei bem interessante.

    www.cupidobrega.com.br
    Canal no YouTube

    ResponderExcluir
  10. Olá estou nas últimas páginas de Simplesmente amor e assim como você estou apaixonada pela história que romance simples e lindo!
    Beijos

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir