Resenha | Homens e Anjos: Um Amor Para Toda a Vida – Luciana Oliveira

Livro: Homens e Anjos: Um Amor Para Toda a Vida
Autora: Luciana Oliveira
Editora: Fragmentos
Páginas: 232
A vida da bela Isa começa a mudar. A ausência do marido que viaja para a África a trabalho, o vazio que sente com ausência dele a faz reviver constantemente o passado de pobreza e a agressividade entre seus pais, fazendo com que se sinta cada vez mais insegura.
Ela, que só tinha olhos para o trabalho, o filho e o marido, depara então com aqueles lindos olhos azuis. Eduardo, o cliente de sua empresa, não é um homem comum, é misterioso e fascinante ao mesmo tempo.
Isa descobre o desejo, começa a ceder aos encantos de Eduardo, um homem intenso.
Dividida entre a ética e o desejo, ela se pergunta se ainda ama Júlio, seu marido, e sua escolha poderá mudar tudo.
Mas Isa não está só, ela conta com a proteção de Miniel, seu anjo.
Ele irá guiá-la por esse caminho repleto de sentimentos, inseguranças e descobertas fascinantes.
Isa, em seus 37 anos é uma mulher bem sucedida profissionalmente e até então, também é bem sucedida em sua vida pessoal. Casada com Júlio, um médico que ama o que faz, juntos tem um filho, Gustavo, de dez anos. Ultimamente Isa tem se lembrado muito de seu passado, de sua infância.
Isa teve uma infância muito pobre, seus pais tiveram sete filhos e infelizmente não tinham uma boa situação financeira, mas isso não era o pior de sua infância. Isa presenciava constantemente brigas de seus pais e com eles tinha a ideia de que talvez o amor não existisse, entretanto, felizmente ela sempre teve seu avô para lhe dizer e ensinar as coisas certas, lhe ensinar que um dia iria sentir todos os sentimentos do mundo, os bons e os ruins e que era preciso ela saber lidar com cada um deles.
Hoje, ao contrário da infância pobre, Isa tem uma vida estável, formada em ciências contábeis tem sua própria empresa junto com sua amiga. Leva uma vida boa e agradável, porém, no último ano seu casamento vem se desgastando. Júlio, muito dedicado ao trabalho está sempre longe e isso vai os afastando, até que um dia, para piorar tudo, seu marido recebe a proposta de exercer um trabalho voluntário na África por pelo menos um ano e ele a chama para ir com ele, mas Isa não quer largar toda a sua vida, sua empresa, mudar toda a rotina de seu filho para ir para um lugar onde não poderá fazer nada. Mas seu marido também é parte de sua vida e mesmo assim ela escolhe não ir. Prometendo que um irá visitar o outro, mas nunca indo, o casamento deles vai se desgastando cada vez mais.
Neste meio tempo Isa conhece o atraente e sedutor Eduardo, seu cliente. É muito nítido a atração que rola entre eles, mas Isa resiste, afinal tem seu marido, que ela até então acha que ama, tem seu filho. Tem a sua vida. Porém, sempre lembrando de seu passado, Isa sempre sempre recorda-se de seu anjo, Miniel. Anjo esse que sempre apareceu em seus sonhos e sempre a ajudou, mas agora não aparece mais, mesmo assim, ele a protege de tudo e ele será o responsável por guiá-la pelos seus próprios sentimentos conflituosos e contraditórios, entendendo e buscando o que realmente lhe fará feliz.

Li Homens e Anjos em um dia, eu comecei e não conseguia mais parar. Muito bem escrito, a narrativa deste livro vai te deixando cada vez mais fascinada, instigada e completamente louca para saber como tudo terminará.
Cheio de detalhes, é uma história simples de entender mas que provoca aquela confusão do tipo: "Será que ela sente isso mesmo?" Esta é uma história sem dúvida alguma permeada por sentimentos. Ela não tem uma tema chocante para ser discutido, por exemplo quando lemos um livro que trás o suicídio como tema principal, então esse tema será o intuito da história. Homens e Anjos não precisou de um tema forte, que chamasse atenção para ser tão tocante. Luciana Oliveira trás uma história comum e consegue fazer algo inacreditável. É impossível não se encantar com essa história tão simples e ao mesmo tempo tão completa.
"São os sentimentos que fazem você se tornar o que é cada novo dia. Somos homens, Isa, não somos anjos. Sentir faz parte de nossa alma."
Isa, não é mais uma adolescente, e é maravilhoso ver que a escritora não se perdeu ao criar os sentimentos da personagem. Sendo uma mulher de 37 anos é claro que irá agir mais com a razão, mesmo que seus sentimentos sejam fortes. Alguns escritores se perdem ao tentar escrever um personagem mais velho e acaba fazendo-o parecer um adolescente, Luciana não cometeu esse erro. Isa é uma mulher cheia de sentimentos e ela precisa aprender a lidar com eles, entender o que é melhor para si e para as pessoas ao seu redor, como o seu filho, que é parte de sua vida. A confusão que está acontecendo dentro da personagem é tão real que chega a ser palpável. O leitor consegue sentir os sentimentos que a Isa está sentindo, sendo assim é fácil compreendê-la e outro ponto muito bom, é que mesmo conseguindo compreendê-la, a autora consegue deixar aquele suspense sobre o que Isa escolherá para sua vida, então, mesmo que o leitor entenda o que está acontecendo, em nenhum momento é bem óbvio o que irá acontecer no fim de tudo.
Júlio, não sei se os outros leitores que leram o livro vão concordar comigo, mas eu amo esse personagem. Um homem que sempre teve uma vida ótima, que podia ter tudo o que queria, mas que mesmo assim, assumiu as suas responsabilidades. Ele sempre teve um propósito de vida e não importava o dinheiro que sua família tivesse, Júlio queria sua própria vida. Talvez um pouco focado demais no trabalho, principalmente no que ama fazer, ajudar os outros, ele acaba se dispersando de sua vida pessoal, mas mesmo assim eu não conseguia ficar com raiva dele. Quando vai para África e depois volta, ele está diferente, mas é compreensível, ele passou por uma situação diferente, viu uma pobreza que iria marcar qualquer um e suas experiências de vida o mudaram e isso tinha que ser compreensível. Em uma opinião pessoal minha, acredito no amor dele pela Isa e acho ele um homem maravilhoso.
"Devia existir replay nos melhores momentos da vida, mas não existe, o que ficou foram lembranças."
Eduardo, é aquele personagem que não me agrada tanto. É descrito com muita perfeição, bonito, inteligente, bem sucedido, sedutor, romântico, não tem defeitos, consegue ser maravilhoso em tudo. Não gosto dele. Entendo o que a escritora quis trazer com esse personagem e isso para mim foi maravilhoso porque ela conseguiu transmitir o que queria com esse personagem, mesmo eu não gostando dele e isso é algo raro de acontecer. A atração entre ele e Isa é inegável, isso não tem nem o que se discutir. Ele estava disposto a tê-la, levasse o tempo que for necessário e pra mim é essa a participação dele. Muito inteligente, mas os únicos sentimentos que o descrevem é a paixão pela Isa.

Um motivo muito consistente de eu achar Homens e Anjos tão bom é que sendo um romance sem um tema forte, a autora não escreveu aquelas história chata onde só existe o casal. Não, muito pelo contrário, é um romance, mas o foco são os sentimentos e a protagonista no caso não sente só amor e atração. Ela tem medo, insegurança, alegria, raiva, tristeza, paixão e muitos outros. O foco da história é como ela continua sua vida e como aprende a lidar com o que sente. 
"A vida se encarrega de colocar as coisas no lugar, aprendemos a lidar com a ausência."
Outro ponto muito bom, é que trazendo dois personagens masculinos, sempre temos aquelas histórias onde um é muito perfeito e o outro só comente erros. Neste livro não, os dois, tanto Júlio quanto Eduardo são homens maravilhosos, que se parecem muito em algumas características, mas que conduzem a vida de uma forma diferente, mas nenhum de uma forma errada. Isso até complica ainda mais os sentimentos de Isa, porque nenhum está errado em algo, a única coisa errada é que ela precisa entender o que e quem é necessário para a sua vida. 

O anjo Miniel é muito importante na história, e nas lembranças de Isa é maravilhoso ver o quanto ele ajuda aquela menininha que não tem a infância mais maravilhosa do mundo, mas que está vivendo e que precisa de pessoas e anjos para lhe ajudar a seguir o melhor caminho. Só que chegamos em uma parte da história, com Isa já com 37 anos, que o anjo já não aparece mais e eu achei estranho, afinal, seria mais difícil para Isa tomar as decisões corretas sem o anjo para lhe ajudar. Porém, no final, vemos o anjo Miniel, e percebemos que ele sempre esteve ao lado da Isa e que sempre a ajudou.
"Trago muitas coisas comigo, mas a principal delas é a certeza que estou no caminho certo."
O final da história foi fascinante, mesmo não sendo o final que eu mais desejava. Eu tinha uma opinião pessoal e torci para que no final o que eu queria, acontecesse, mas eu como leitora, parando para pensar é maravilhoso ler o final desta história, porque é bem perceptível que a escritora não podia ter sido mais verdadeira com seus personagens. Ela fez uma história onde os sentimentos eram a principal importância e se ela não fosse real com seus personagens, estaria traindo os sentimentos deles e assim a importância da história não seria válida. Luciana Oliveira foi verdadeira com o final da sua história e não traiu em nenhum momento seus personagens, dando assim, realidade as suas vidas.

Homens e Anjos é uma história que te levará para um mundo permeado por sentimentos e que nele irá sentir de tudo, em uma oscilação maravilhosa. Com este livro você entenderá a importância de sentir todos os sentimentos, até os ruins como a tristeza ou a raiva, porque são todos esses sentimentos que farão você se tornar o que é e o que sua vida é, e o mais importantes, você é humano, é da sua natureza sentir todos e quaisquer sentimentos e sempre terá um anjo lhe ajudando a entender a importância deles.
"A história que Deus escreve homem nenhum apaga. Já os anjos podem redesenha-la."
Adquira

9 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Quando o autor realmente sabe o que está fazendo não precisa de muita coisa para tornar uma história comum em algo que nos toca profundamente. Lendo a sua resenha percebi que esse é o tipo de livro que nos conquista pela simplicidade.
    Adorei a resenha.

    Beijos
    construindoestante.blogspot.com.br || Concorra a um vale presente de R$40,00

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Que livro interessante, ainda não o conhecia.
    Gosto de narrativas que envolvam anjos, mas nunca li algo assim.
    O drama familiar e o destaque da vida da protagonista, também parecem pontos bacanas. Ótima resenha e sucesso para a autora.

    tenha uma ótima semana =D
    Fizemos algumas mudanças no Obsession Valley, e com isso mudamos o nome. Venha conhecer o Canto Cultzíneo!
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu não conhecia o livro, nem li nada da editora.
    O fato da protagonista ser mais velha, me anima. Gosto disso!
    Beijo
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gente, que história! Pela sua resenha deu pra perceber que ela é bem diferente das histórias de anjos que vemos por aí. Até esse triângulo amoroso me chamou atenção (olha que fujo de triângulo como diabo foge da cruz). Adorei sua resenha! Percebe-se que o livro tocou você.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
  5. Oie
    O enredo do livro chamou a minha atenção, ainda não conhecia, mas teus comentários me deixaram curiosa. Fiquei com vontade de ler.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha do livro, eu lembrei um pouco do livro O lado bom da vida. hehe
    Eu amo quando um livro é bem escrito e prende o leitor... Eu leria com certeza, até porque amo histórias assim de luta, perseverança e vitória diária.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  7. Primeira resenha que vejo desse livro e já fiquei MUITO curiosa pra ler. Quando vi a capa não em chamou muita atenção mas o nome sim e a resenha fechou tudo <3
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Eu não sei se leria esse livro, não sou muito fã de histórias assim que tenham anjos sem ser livros de fantasia. Mas que bom que gostou. As histórias simples que não tem um ponto forte para se apoiar geralmente são as melhores hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi
    nem conhecia o livro, mas infelizmente não chamou minha atenção, pelo menos você curtiu, pena que teve personagens que não te agradou como o Eduardo.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir