14 de maio de 2017

Como Começou a Minha Paixão pela Leitura

Oi, Leitores e Leitoras! Tudo bem com vocês? 
Resolvi trazer um post um pouco diferente para vocês dos que costumo postar. Hoje quero contar para vocês mais ou menos como começou esse meu amor pela literatura.

Decidi preparar este post por causa de uma conversa que alguns alunos, a professora de geografia e eu tivemos em sala de aula. Estávamos falando sobre estudar e ai a professora falou da seguinte forma: "Eu assisti o especial da Netflix com a peça do Felipe Neto, e sinceramente não concordo com muito do o que ele fala, mas quando ele disse que você é a quantidade de livros que lê, eu tive que concordar. Porque, pessoal, não existirá estudo melhor que a leitura." 
A partir do momento em que ela começou a falar de livros, eu realmente me interessei pelo assunto. Todo mundo da minha sala sabe da minha paixão por livros em si, então sempre conversam comigo sobre isso. Só que uma coisa que me chamou muito atenção e foi o que me fez criar este post, é que depois desta conversa com a professora, um amigo meu veio falar comigo. Ele é simplesmente muito inteligente. Sabe aquele aluno que todos os outros alunos sabe que é muito inteligente? Bom, ele é essa pessoa.
Ele veio falar comigo sobre ler e que ele estava lendo aqueles livros que são importantes para prestar Vestibular, ENEM, enfim essas provas. Porém, não estava conseguindo se concentrar porque ler é muito chato para ele. Bom, esse meu amigo me perguntou o que me fez começar a ler e eu tenho inúmeros motivos, mas claro, o principal é: encontrei um livro que me fez amar a leitura e a partir daí, não parei mais. Conversei com ele sobre livros que pudessem prendê-lo na leitura e ele me falou que iria tentar.
Enfim, estou contando isso para vocês porque depois dessa minha conversa com ele, fiquei pensando no meu início. Fiquei pensando em como começou essa minha paixão por livros. Pela leitura! 

Como eu disse, acredito que é preciso relacionar a algo que você goste muito. Conheço pessoas que começaram por causa de Harry Potter, Crepúsculo e muito outros motivos, acho que o meu motivo é o mais idiota. Sinceramente, tenho certeza que muitos vão rir, mas não tenho vergonha porque foi por meio deste motivo que embarquei neste mundo.
Eu era completamente apaixonada pela novela Rebelde, a versão brasileira. Tinha onze anos quando começou a passar e aquilo era a minha vida. Depois que acabou, eu ficava revendo na internet e tal, mas foi perdendo a graça e aí eu conheci as chamadas Fanfics. Depois da primeira que eu li, nunca mais parei. Eu lia fanfic's de Rebelde mesmo. Até então não tinha comprado um livro na vida, porém, uma das protagonista lançou um livro. Mel Fronckowiak lançou Inclassificável – Memórias da Estrada. Eu comprei o livro porque era dela e não me preocupei em saber do que se falava ou não, no início eu não o li. Eu sempre deixava para o outro dia e esse dia nunca chegava, até que chegou. Eu lembro certinho. Já era domingo porque passava da meia-noite, eu abri o livro e como ele é pequeno, mais ou menos duas ou três horas depois eu virei a última página e estava chorando. Sinceramente, eu não conseguia compreender como palavras poderiam me fazer sorrir, chorar e sentir todas as emoções e os sentimentos do mundo. Um dia eu vou fazer uma resenha sobre como esse livro de crônica rodeada por poesia é impressionante, porque se eu for falar dele aqui, não vou parar mais. Enfim, o que quero dizer é que eu relacionei livros com algo do qual eu gostava e acabei descobrindo uma nova paixão: os livros. 
"Um novo ciclo começa, eu sei. E é por isso que deixamos esse adormecer. E, como um beijo no sono de quem amamos, repouso o meu amor em tudo e em todos que fizeram parte disso. Uma vida inteira pela frente, sabemos disso."
Porém, nem tudo deu tão certo. Depois do livro da Mel, comprei Crepúsculo, e gente, eu sei que muitos amam, mas a história não me prendia. Eu fiquei meses lendo e sinceramente, nem lembro se terminei porque lia um capítulo hoje, outro só no outro mês. Eu tenho todos os livros da saga, mas nunca li, porque sinceramente não consegui. Isso foi um ponto negativo e até deixei de lado isso de comprar livros, até que...

No ano de 2014, outra protagonista de Rebelde lançou também um livro. Sophia Abrahão com a escritora Carolina Munhóz, publicou O Reino Das Vozes Que Não Se Calam. Claro, eu comprei e li. Comecei a ler acho que no mesmo dia em que chegou e Deus, foi um livro que eu não conseguia parar de ler. Eu lia na sala de aula, em casa, em todo o momento. Eu nem conhecia Carolina Munhóz e hoje ela é uma das minhas escritoras favoritas, tenho todos os livros dela e amo todos. A partir daí eu realmente percebi que amava aquilo. Claro, iria ter alguns livros que não me encantariam, mas existem tantas histórias por aí que merecem ser lidas. 
"Somos apenas algumas almas perdidas. Mas ao menos estamos perdidos juntos."
Inclassificável – Memórias da Estrada e O Reino Das Vozes Que Não Se Calam foram os livros que me fizeram entrar neste mundo magnífico e amá-lo. Depois deste livro fui conhecendo outros livros e outros escritores como John Green, Markus Zusak, Gayle Forman e muitos outros. E ainda vou continuar conhecendo muitos e amando muitos.

Eu quis trazer este post para vocês porque todo mundo tem um começo, não é mesmo? Não importa o quão idiota pareça ser o seu. Todo mundo ama ler, alguns só não encontraram a história certa ainda. O livro certo. Espero que o meu amigo encontre o dele e desfrute deste mundo, da mesma forma que espero que todos um dia possam ter a paixão pela leitura.
Mostrar Comentários
Ocultar Comentários

18 comentários:

  1. Oieee! Que reflexão maravilhosa! Mas essa parte aqui: "você é a quantidade de livros que lê" eu tenho minhas duvidas, acho que a qualidade às vezes vale mais que a quantidade, mas com certeza ler é algo maravilhoso e nos ensina sempre algo de bom! E concordo que quem não gosta de ler ainda não encontrou a história certa! <3 Amei o post!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Pode parecer um pouco exagerado, mas eu acho que todos gostam de ler, mas como você mesma falou, só não encontraram a leitura certa. E acho que os pais tem uma responsabilidade de passar esse legado para os filhos, mas que a escola quando possível pode incentivar da maneira correta. O meu amor pelos livros começou assim, na escola, minha professora de português disse que podíamos escolher qualquer livro da biblioteca da escola e ler, então cada aluno pegou algum que parecesse de seu interesse. Desse dia em diante eu não parei mais de ler.

    Muito bom o post.

    Bjs
    Amanda Nery
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Já eu comecei lendo gibis quando era criança. Conforme fui crescendo, fui mudando o gosto pela leitura e o amor só crescia.

    sinopsedoslivrosjenni.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Adorei conhecer a sua história. Eu sempre gostei de ler, mas fui virar leitora compulsiva na oitava série, eu lia uma série chamada meu primeiro amor. Eu vivia na biblioteca, amava, tanto que hj eu estou quase me formando bibliotecária e trabalho na área, adoro.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa eu amei seu post e sua travessia para esse mundo, tenho que contar minha história também. Eu comecei a ler só porque com a leitura você ficaria mais inteligente, conseguiria se comunicar com mais facilidade, então comprei meu livro porque me achava burra kkkk, por puro interesse kkkkk, nunca tinha lido um livro na minha vida kkkkkk, e hoje é puro vicio.
    Amei 😍
    Um beijoooo do Blog Sussurrando Sonhos💗 (Jhenny Alves)

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem??
    Quanto amor nesse texto! Me fez refletir sobre quando comecei a gostar de ler tb... Concordo que não tem coisa melhor que isso, somos transportados para outros lugares, é incrível!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oii!
    Adorei o seu post e a sua história!
    Eu também tive uma época que era viciada em fanfics. Saudades desse tempo.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Uau, adorei a sua história e a postagem! Eu conto como meu primeiro livro lido um que tenho na minha estante, mas esses dias estava pensando e lembrando que eu já lia há muito tempo, pegando livros emprestados da minha amiga, haha.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  9. Oiii!

    Muito legal saber um pouquinho sobre sua jornada com esse amor que todas nós compartilhamos <3 Te contar que Crepúsculo foi um dos meus primeiros amores hahah Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  10. Adorei!
    Já pensei em fazer um post como esse no blog, talvez um dia ainda faça. Acho bem interessante essa troca de experiências, porque sempre há como nos identificarmos. Não importa quais sejam as razões, elas se tornam nobres simplesmente por nos trazerem a esse universo tão amplo e ao mesmo tempo tão único!

    Super beijinhos!
    Luar de Livros

    ResponderExcluir
  11. Ah, que lindo <3
    Também comecei minha ânsia por leitura por causa de ídolos, e acho isso totalmente benéfico e lindo de apreciar. Adorei o post!
    De uma Chameleira e Tirulipa ~
    Beijos!
    Borboletas de Papel | fanpage - twitter - instagram

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem??
    Eu acho que nenhum motivo que te faz gostar de ler seja idiota. Eu não tinha 11 anos quando assisti rebelde eu tinha mais de 20 e amava. Sempre falo que serei uma eterna adolescente. Eu comecei com gibis da turma da Mônica. Depois que cresci li alguns clássicos na escola. A Moreninha é o clássico que mais amo. Mas foi depois que vim morar em São Paulo é que comecei a ler com gosto, porque sempre que me sobrava um dinheiro eu comprava um livro e sempre lia em e-book também, então... depois fiquei uma louca viciada pela leitura... Crepúsculo o primeiro livro li 7 vezes porque é o livro que mais amo da série... acho que cada leitor vê a história de uma forma, então eu nem fico brava com quem diz que não curtiu.. Xero!!!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Penso exatamente assim, quem não gosta de ler apenas não descobriu seus livros favoritos.

    Ler é vida!hehe

    Beijos
    Resenhando por Marina

    ResponderExcluir
  14. Haa que lindo ❤ meu amor pela leitura começou também com livros brasileiros ❤ a hora do amor ❤ .😘

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Seu post me fez refletir sobre como comecei também, e incrivelmente foi parecido com você, haha. Em primeiro momento não foi com fanfics, mas com webnovelas, aquelas do tempor de orkut! kkk
    Depois, como você, fui buscando mais coisas na net, me deparei com fanfics e daí não parei mais. Parti dos livros digitais para os físicos e a paixão só aumenta.
    Adorei o post.

    Beijos
    construindoestante.blogspot.com.br || Concorra a um vale presente de R$40,00

    ResponderExcluir
  16. Por isso que eu acho que as escolas deveriam incentivar a leitura principalmente usando sagas de fantasia e livros com capas bonitas, pq são os que mais atraem crianças e jovens e tem maior chance de dar certo. Pode ser importante apresentar os livros que serão exigidos em vestibular e etc, mas só depois que já tomaram gosto pela leitura, se não fica chato e muitos acabam evitando os livros.

    www.cupidobrega.com.br
    Canal no YouTube

    ResponderExcluir
  17. Oi sua linda, tudo bem?
    Sabe, você me fez pensar: eu simplesmente comecei a ler, me apaixonei e não parei mais, como se a leitura tivesse nascido em mim, como algo natural, algo que nasci para fazer. Por isso, sempre fico impressionada quando alguém diz que não consegue ler. Eu não sei o que é isso. E a única coisa que posso dizer é tentar por um assunto que goste. Adorei seu post, traga mais discussões!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Adorei o post! Eu até gostaria de fazer um do tipo, mas sinceramente não lembro como eu comecei nesse mundo hahaha sei que ainda no Ensino Fundamental eu ficava indo na biblioteca enquanto meus colegas estavam correndo no recreio.
    Lembro de alguns livros, em especial A formiguinha e a neve e Uma história de futebol (nem lembro se é esse o título!) que eu li várias e várias vezes. Tiveram também os gibis da turma da Mônica... enfim, acho que há uns bons 15 anos que eu amo esse mundo!
    Concordo que precisamos encontrar aquilo que nos prenda. O problema desses livros obrigatórios é justamente esse. Sei que clássicos são importantes, mas talvez fosse hora de atualizar um pouco esses currículos aí...
    Enfim, eu ainda não li Crepúsculo, mas como detestei o primeiro filme e nem vi nenhum depois dele, acredito que não será muito diferente com os livros, portanto nem me arrisco

    Beijos
    Duas Leitoras - Promoção de aniversário rolando no blog! Serão 3 vencedores!

    ResponderExcluir