ENTREVISTA | Luciana Oliveira, autora de Homens e Anjos

Hoje eu tenho a honra de trazer para vocês uma entrevista com a escritora Luciana Oliveira, autora de Homens e Anjos: Um Amor Para Toda a Vida. Eu já tive o prazer de ler o maravilhoso livro dela e vocês deveriam lê-lo também. Caso ainda não conheçam, cliquem aqui para conhecer.


Seu livro é muito interessante a partir do momento em que não traz um tema polêmico de fato, porém, debate com maestria questões internas e que envolvem sentimentos. Como surgiu para você esta história que aparentemente é simples, entretanto é muito bem composta? 
Sempre gostei de escrever, comecei com artigos técnicos de contabilidade e ano passado decidi me aventurar a escrever um romance. "ENTÃO POSSO DIZER QUE ESTÁ IDEIA FOI CRESCENDO A MEDIDA QUE EU AMADURECIA NO CAMINHAR PELA VIDA."

Homens e Anjos é um livro que traz uma história permeada por sentimentos e é fascinante a forma como você consegue trazer estes sentimentos para o leitor. Em algum momento você teve dificuldade para descrever este sentimento? 
Não. Me inspirei na simplicidade das pessoas e na simplicidade dos relacionamentos. Tentei buscar os sentimentos em seu mais alto grau, falando com naturalidade do espaço que existe entre o amor até o ódio. E quando juntei tudo isso pareceu funcionar.

Este livro não tem nada que envolva a fantasia, contudo você trouxe um anjo que acaba envolvendo a questão da fé e é muito importante para a história. Em algum momento você teve a dificuldade de trazer um mundo bem real com um personagem que parte da fé?
Falar de fé implica em muitas questões, tais como cultura, ideologias, o que é transmitido de pai para filho e assim por diante. Mas pensar em fé, não significa religião, embora essa seja a primeira ideia que vem à mente da maioria das pessoas. É possível ter fé em algo ou alguém sem necessariamente ter um enquadramento religioso. Quando falamos em fé, podemos pensar em algo que se pronuncia a respeito dos significados que tem a vida, o sentido dela, o porquê de muitas coisas, o significado e o sentido do mundo. É o que nos dá energia para agir.
Mas no caso específico do livro foi transmitido de pai para filha, meu pai pouco antes de morrer sonhou com um anjo enorme, bem parecido com o anjo do livro. Em homenagem a meu velho Pai escrevi sobre Miniel. Em resposta a sua pergunta, não tive dificuldades em escrever sobre este personagem porque aprendi desde cedo a ter fé nas pessoas, nas coisas e em Deus principalmente.

Você sempre quis criar um conflito entre seus leitores? Por exemplo, você traz dois personagens masculinos para a história que são importantes e acaba dividindo os leitores entre qual personagem eles preferem. Isso foi algo que você desejava ou simplesmente aconteceu?
Simplesmente aconteceu, eu mesma me perguntei e agora? Com quem ela fica? Ai decidi. Este.  

Eu particularmente sou completamente apaixonada pelo Júlio e você trouxe ele com uma vida bem oposta à da Isa, mas que ainda assim sabe valorizar o que tem e luta pelo o que quer. Ele passa por uma mudança muito grande durante a história e acaba que passamos boa parte do livro sem vê-lo. Você em algum momento quis explorar mais o que este personagem tinha a oferecer ou não, ele mostrou o que tinha para mostrar?
Júlio era um homem muito interessante. Apesar de ficar boa parte da história sem aparecer foi capaz de conquistar muitas pessoas. Acredito que se a protagonista do livro o escolhesse ele seria bem aceito. Então ele mostrou sim o que tinha pra mostrar, ainda que em poucas linhas.

Por que trazer um romance que envolve adultério? Tem algo que te fez querer trazer este tema como a parte romântica da história?
Bom, como todos sabemos as qualidades e defeitos fazem parte do ser humano, a personagem Isa não era diferente, embora fosse repleta de qualidades era um ser humano passível de cometer erros. Em algum momento de nossas vidas nos comportamos em negativa às regras ditadas pela sociedade em que fazemos parte. E assim aconteceu.  Eu poderia ter escolhido um outro tema, afinal me deparei ao pesquisar sobre este assunto com uma lista infindável que o nosso vasto português nos oferece - de A a Z.
Então não tem algo especial a escolha deste tema adultério, apesar de no meu ponto de vista existir um certo peso no fato de ter sido A MULHER a cometer o adultério, acredito que quando o homem comete este tipo de erro ele é melhor compreendido (opinião minha).

Você já pensou na possibilidade de o livro ter outro final? Já pensou na possibilidade da protagonista, Isa, terminar a história com o outro personagem e não com quem ela termina? 
Claro. Pensei na possibilidade dela ficar inclusive sozinha.

Para mim o seu livro traz a maravilhosa mensagem de mostrar a importância de sentir todos os sentimentos do mundo e não se punir por eles porque são eles que nos fazem ser quem somos. Para você é esta a mensagem do livro ou não, envolve algo a mais?
Sim.  Acredito que temos que experimentar todos os sentimentos, o amor, a raiva, o medo, a angústia, fomos feitos para isto. E a medida que vamos amadurecendo como pessoas vamos aprendendo a aprimorar estes sentimentos.
Penso que nosso limite termina onde começa o limite do outro. Se minha raiva esbarra no seu limite e te prejudica sou obrigada a recuar e lidar com isso de forma adulta e responsável. 

Acredita que conseguiu passar o que realmente desejava com este livro?
A sensação de escrever é prazerosa mas também denota um certo grau de responsabilidade, afinal você deixa de ser leitor e passa a ser escritor.
Na condição de leitor podemos viver outras experiências e estabelecer um vínculo fraterno com aqueles que dedicaram tempo a escrever um livro ou um texto.
Já na condição de autor, nos é possível contribuir a criar esta conexão com aqueles que porventura vierem a ler o que produzimos.
Acredito que consegui sim. Como você mesma disse na pergunta, meu livro te trouxe a sensação de sentir todos os sentimentos do mundo e não se punir por isso.  

Você pensa em escrever uma continuação para o livro? Se não, tem algum projeto novo em vista?
Não. Não pretendo dar continuidade neste livro. 
Tenho já três pequenos livros infantis no aplicativo Wattpad.com, publicados em parceria com pequenos escritores. Eles escrevem um esboço da história e eu faço algumas adaptações.
Acredito que no próximo ano já iremos publicar alguns deles por alguma editora. Este projeto tem como base o incentivar pequenos escritores.

Por fim, gostaria de pedir para deixar um recadinho para os seus leitores e também para os que podem vir a se tornar seus leitores.
Agradeço imensamente a todos meus leitores, pelos igs parceiros, pelas fotos recebidas, pelas avaliações recebidas do livro, digo que cada dia tem sido um aprendizado em minha vida, sou grata a Deus por ter me dado oportunidade de conhecer cada um de vocês e me dado a oportunidade de ter escrito este livro. 

"A história que Deus escreve homem nenhum apaga. Já os anjos podem redesenha-la."

5 comentários:

  1. Oi, sua linda, tudo bem?
    Achei lindo o que a autora disse sobre fé, concordo com ela, sabe, podemos ter fé em uma pessoa, podemos ter fé de que tudo vá melhorar, não apenas fé religiosa. Outro dia eu vi alguém dizer, que fé não se entende com a razão, e sim com o coração. Também achei lindo ela homenagear seu pai. Adorei a entrevista, você faz perguntas a partir do que sentiu ao ler, isso faz toda a diferença, parabéns. Achei a autora super simpática, sucesso para ela!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amei a entrevista a autora é uma fofa e é muito simpática!bjos sucesso pra ela é pra você 😘
    aleituramagica.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Adorei a entrevista!
    Ainda não tinha lido o livro e fiquei curiosa!
    Beijos
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=M7zspSSsLHM
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Uau estou encantada por essa escritora! Isso que chamo de homenagear o pai em.. Merece palmas haha
    Estou louca para ler o livro, amo estes gêneros, fico fascinada com tanto sentimento!
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  5. Estou doida para ler esse livro e conhecer a autora é melhor ainda, amei a entrevista e adorei a autora.

    Parabéns pela entrevista

    Bjus.

    https://sussurrandosonhos.blogspot.com/

    ResponderExcluir