3 LIVROS PARA LER E RELAXAR DEPOIS DAS PROVAS DO ENEM

Ocorreu neste domingo a segunda prova do ENEM e depois de realizar a prova pela qual esperamos o ano todo, só queremos relaxar, não é mesmo? Distrair a mente e descansar é uma ótima forma de conter a ansiedade que temos pelos resultados. Por isto, preparamos esta lista com 3 livros que vão ajudar vocês a relaxarem e ainda irão se entreter, conhecendo histórias fantásticas.

RESENHA | Uma Coisa Absolutamente Fantástica – Hank Green

Livro: Uma Coisa Absolutamente Fantástica
Autor: Hank Green
Tradução: Lígia Azevedo
Editora: Seguinte
Páginas: 344
Enquanto volta para casa depois de trabalhar até de madrugada, a jovem April May esbarra numa escultura gigante. Impressionada com sua aparência — uma espécie de robô de três metros de altura —, April chama seu amigo Andy para gravar um vídeo sobre a aparição e postar no YouTube. No dia seguinte, a garota acorda e descobre que há esculturas idênticas em dezenas de cidades pelo mundo, sem que ninguém saiba como foram parar lá. Por ter sido o primeiro registro, o vídeo de April viraliza e ela se vê sob os holofotes da mídia mundial.
Agora, April terá de lidar com os impactos da fama em seus relacionamentos, em sua segurança, e em sua própria identidade. Tudo isso enquanto tenta descobrir o que são essas esculturas — e o que querem de nós.
Divertida e envolvente, essa história trata de temas muito relevantes nos dias atuais: como lidamos com o medo e o desconhecido e, principalmente, como as redes sociais estão mudando conceitos como fama, retórica e radicalização.
April é uma jovem que leva uma vida comum e até entediante, diga-se de passagem. Trabalhando em uma start-up, ela divide um apartamento com a amiga Maya, com quem tem também um relacionamento amoroso, porém, April não assume mesmo este relacionamento, já que sempre coloca empecilhos em todas as relações que tem. Esse é o cotidiano de April, até o dia em que ela encontra uma escultura de três metros de altura em Nova York.
Poderia ser só mais uma escultura, mas algo chama a atenção de April e então ela chama o amigo, Andy, para ajudá-la a gravar um vídeo, mostrando a escultura. Tudo normal até aí, porém no outro dia, quando acorda, April descobre que o vídeo viralizou, pois não existe só aquela escultura, são sessenta e quatro esculturas espalhadas pelo mundo, mas ninguém sabe quem fez ou quem as colocou lá. April foi a primeira pessoa a falar sobre esses robôs gigantes que ela logo chama de Carls e isto a torna a principal representante de tudo. No entanto, no início, ela leva tudo na brincadeira, até perceber que aquela fama trouxe algo que a fascina: poder. E uma vez com poder, ninguém que perdê-lo. Por isto, April passa a levar aquilo a sério, defendendo os Carls quando todos passam a vê-los como uma ameaça, como extraterrestres que podem ter vindo para a Terra só para observar, mas talvez também para dizimar a espécie humana.
Com essa probabilidade, a população se divide entre os que defendem e os que temem, fazendo cada um deles ter ações extremistas, lutando para que seu ideal esteja certo, entretanto, April com sua sede por poder, está no meio de tudo aquilo e além de sacrificar suas relações, ela pode estar colocando a própria vida em risco.

3 Melhores Amizades dos Livros do John Green

Sou muito fã do John Green e muito fã de boas amizades literárias, então pensei: Por que não juntar esses dois em um só? E bom, é isso o que vamos fazer hoje.
Amizades literárias quando bem retratadas conseguem fazer uma história se tornar maravilhosa, muitas vezes se sobressaindo até ao romance. E, com isto, sabemos que John Green ama trazer grandes amizades em seus livros, por isto, separamos as três melhores amizades de todos os livros do John Green.

RESENHA | Em Algum Lugar Nas Estrelas – Clare Vanderpool

Livro: Em Algum Lugar Nas Estrelas
Autora: Clare Vanderpool
Tradução: Débora Isidoro
Editora: DarkSide
Páginas: 288
Em Algum Lugar nas Estrelas, da autora norte-americana Clare Vanderpool, é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden. Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor. Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam para casa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta – ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.
A Segunda Guerra Mundial está chegando ao fim e isso é motivo suficiente para todos comemorarem, mas não para Jack Baker. Mesmo entendendo o quão difícil foi a Guerra e o quão maravilhoso era o seu fim, Jack não sente ter motivos para ficar feliz, pois sua vida não está em momentos para comemoração. Sua mãe morreu e agora tem que ficar com seu pai, um homem que ele nem consegue entender, pois esteve longe por muito tempo, na Guerra. Porém, para piorar, ele é levado para um internato no Maine e deixando tudo para trás, ele se sente perdido naquela escola que lhe parece um mundo novo.
Um mundo novo e nada amistoso. Além das grandes diferenças, a própria indiferença dos alunos faz Jack se perder cada vez mais naquele lugar, até conhecer o diferente e talvez possamos dizer, estranho, Early Auden. Um garoto pequeno e que parece não fazer parte daquilo tudo. Um garoto que ninguém se preocupa em entender como é, pois é mais fácil deixá-lo de lado. Um garoto que vê o mundo e os números de uma forma totalmente diferente. Um garoto com quem Jack vai viver a maior aventura da sua vida.

Os Livros Mais Vendidos do Mundo

Com tantos livros publicados, é incrível ver como alguns conseguem se sobressair dentre tantos outros, se destacando e se tornando os mais vendidos no mundo. Produzindo esta lista, dividimos ela duas parte, a primeira, com os cinco livros mais vendido no mundo, nós disponibilizamos no nosso Canal, porém, pegamos uma segunda parte, com os outros três colocados que ficam na sexta, sétima e oitava posição dos mais vendidos do mundo e separamos. No entanto, o mais interessante é que os três venderam aproximadamente a mesma quantia, por isso, trouxemos para vocês conhecerem.