5 Séries que poderiam ser livros

Como leitores, na maioria das vezes, desejamos que algum livro tenha uma adaptação e se torne um filme ou uma série. Contudo, você já desejou que sua série favorita fosse um livro? 
A produção de séries cresce a cada dia e a cada momento vemos uma nova série surgir e conquistar fãs alucinadamente que, com certeza, adorariam ter algo a mais do que só a produção televisiva e por isso, nesta lista, trouxemos 5 séries maravilhosas que poderiam ser ótimos livros.

ATYPICAL

A série norte-americana, Atypical, é um produção original da Netflix que nos traz a história de Sam, um garoto de 18 anos com Síndrome de Asperger. Começamos a história a partir do ponto de que Sam deseja ter uma namorada e incentivado por sua psicóloga, ele tentará ter uma namorada como uma pessoa "normal", mesmo que sua mãe não concorde com a ideia, já que tem medo do filho ir atrás de uma independência e se machucar. Fora isso, a série retrata a história de cada membro da família do Sam e como a síndrome dele influência a família, como, por exemplo, a irmã que precisa abdicar de seus sonhos pelo irmão, como se não fosse uma filha adolescente também.
Após assistir a primeira temporada, é muito nítido de que seria muito interessante ler um livro desta história, que talvez conseguisse até se aprofundar mais em cada um dos personagens. Mesmo que de formas diferentes, o livro poderia, assim como a série, trazer para o leitor a sensação de estar dentro do espectro autista e com isso, sentir na pele, pelo menos um pouco, o que pessoas que tem essa síndrome sentem e como, mesmo com suas diferenças, podem ter uma vida normal e independente.
Keir Gilchrist, Brigette Lundy-Paine, Jennifer Jason Leigh e Michael Rapaport interpretam os personagem principais da série.

SUITS

Suits é uma série de drama legal que foi lançada no dia 23 de junho de 2011 e hoje já conta com 7 temporadas, sendo que a oitava já foi confirmada e a série também está disponível na netflix.
Sendo uma série de advocacia, a história gira em torno de Mike Ross e Harvey Specter, sendo que o segundo contrata Mike como seu associado mesmo sem ele nunca ter frequentado a faculdade de direito. A série explora bem mais do que isso, mas a base da história é essa e só com isso, já conseguimos ver um ótimo enredo para um livro: a fraude da advocacia que é melhor que muitos advogados que frequentaram Harvard. Além de explorar mais a advocacia, o livro poderia até se tornar uma série literária, já que cada um dos personagens possuem personalidades distintas e impactantes que com certo aprofundamento, nos dariam um ótimo livro ou até mais que um.
Gabriel Macht, Patrick J. Adams, Rick Hoffman, Meghan Markle, Sarah Rafferty e Gina Torres são os atores e atrizes que interpretam os personagens principais da série.

DEAR WHITE PEOPLE

Dear White People, conhecida no Brasil como Cara Gente Branca é uma série satírica que foi baseada em um filme, lançado em 2014, que leva o mesmo nome. Com sua segunda temporada já confirmada, a produção original da Netflix vem dessa vez falar sobre racismo, acompanhando um grupo de jovens negros em uma importante universidade americana, cuja a maioria dos alunos são brancos. Começamos a história com um conflito por causa de uma festa de Halloween com a temática blackface organizada por um grupo de alunos brancos. Não só esta, mas várias tensões ocorrem neste campo que mesmo não se dizendo racista, comete este crime diversas e diversas vezes. 
Com essa luta contra o racismo, a série se divide e em cada episódio temos um protagonista diferente. Já com este tema forte, imaginamos que um livro, bem escrito, baseado nesta série seria impactante. Mostrando com verdade o racismo, como a série mostra, o livro poderia ser uma forma de tornar todo o tema mais íntimo para o leitor, fazendo-o sentir a dor de ser a minoria que precisa lutar diariamente só por causa da cor da sua pele. E, claro, assim como a série, os capítulos poderiam ser divididos de forma que todos os personagens se tornassem protagonistas, mostrando como o racismo está enraizado em uma sociedade que ainda se acha no direito de dizer que não é racista.
Logan Browning, Brandon P. Bell, DeRon Horton, Antoinette Robertson e John Patrick Amedori são alguns dos atores e atrizes que interpretam os personagens principais dessa série.

LA CASA DE PAPEL

A série espanhola que vem conquistando o público, La Casa de Papel é na verdade uma minissérie de 19 episódios, sendo que apenas 13 estão disponíveis na netflix. 
Planejando o maior assalto do século, o Professor recruta oito pessoas com habilidades especiais, procuradas pela polícia e que não tenham a perder para, então, darem ação ao assalto que parará tudo e todos: eles irão assaltar A casa da Moeda da Espanha, porém, eles não vão roubar o dinheiro que está lá, eles irão imprimir seu próprio dinheiro, um total 2,4 bilhões de euros. 
Já imaginou um livro que conseguisse passar toda a emoção desta série? Bom, sendo bem escrito, seria maravilhoso poder ler um livro que conseguisse capitar e até melhorar, ainda mais, a essência dessa série. Com personagens fascinantes, o enredo se vende por si só e o melhor é que explorando todas as camadas da história, o livro poderia trazer a tona cada detalhe e cada emoção que a história nos permite sentir, mas mesmo assim, não seria denso, não seria entediante, porque seguindo o mesmo ritmo, a história evolui sem nunca entediar e um livro com a essência de La Casa de Papel faria muitos passar a noite lendo.
Àlvaro Morte, Úrsula Corberó, Alba Flores, Pedro Alonso, Itziar Ituño, Jaime Lorente, Miguel Herrán, Paco Tous e Darko Peric integram parte do elenco principal da série.

HOW TO GET AWAY WITH MURDER

Sendo uma série americana que tem como produtora executiva, Shonda Rhimes, How To Get Away With Murder é distribuída pela ABC Studios.
A série se desenvolve ao redor da vida profissional e pessoal a professora de direito penal, Annalise Keating, que é advogada de defesa criminal. Sendo bem sucedida, Annalise escolhe 5 alunos para trabalharem com ela. Após isso, com uma sucessão de acontecimentos, no momento em que sua vida pessoal e profissional estão desmoronando, Annalise e seus alunos se veem envolvidos em uma trama de assassinatos.
Já com um início extremamente maravilhoso, um livro ou uma sucessão de livros baseado nessa série se formariam e teriam consistência prendendo o leitor pelo enredo: a advogada e professora juntamente com seus alunos de direito penal envolvidos em um assassinato. Fora este enredo de base, o livro poderia se intercalar entre o passado e o presente, assim como a série, entregando pistas ao leitor, sem dizer a verdade e explorando cada um dos personagens. Bem escrita, seria uma história ainda mais brilhante no papel.
Viola Davis, Alfie Enoch, Aja Naomi King, Karla Souza, Jack Falahee, Matt McGorry, Charlie Weber, Liza Weil e Billy Brown são os atores e atrizes que interpretam os personagem principais da série.
Quem sabe um dia não vemos uma história sair das telinhas e ganhar forma em papéis numa livraria, não é?
É, claro que com este post, quero indicar séries maravilhosas e ressaltar a diversidade de histórias que podemos encontrar, sejam elas em filmes, livros ou séries. Talvez, quem sabe um dia, se conseguirmos trazer a televisão para o livro, alcancemos um maior público e, assim, as pessoas que amam séries podem passar a amar livros.

27 comentários:

  1. Oi, Gabi!
    Concordo muito em gênero, número e grau sobre as séries que poderiam ser livros. Amei ver Suits na lista; ela é uma das minhas séries favoritas da vida.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza.
      Bom, fico feliz que tenha concordado com as escolhas. Suits também é uma das minhas favoritas da vida.
      Beijos.

      Excluir
  2. Oi, Gabi
    Eu não posso falar a respeito das séries que escolheu porque infelizmente só assisti Suits, e acho que não ficaria tão bom em livro, talvez a dinâmica da série se perderia nas páginas, sie lá. Maaas, concordo com Atypical, achei até que fosse de um livro quando lançou porque o enredo tem tudo a ver!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Também pensei na dinâmica da série, mas acho que um bom escritor conseguiria transformar a série em um bom livro, mas vai saber, né? Também achei que Atypical fosse um livro quando assisti pela primeira vez.

      Beijos.

      Excluir
  3. E eu ainda não vi nenhuma dessas séries XD
    São tantas sendo lançadas que é impossível acompanhar tudo =(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente impossível acompanhar tudo, né? Fico perdidinha.

      Excluir
  4. Olá Gabi!
    Adorei sua lista e super concordo :)
    A que mais gostaria que fosse livro é Atypical, pois gstei muito do tema abordado na série.
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raissa.
      Eu também adoraria que Atypical fosse um livro porque é realmente maravilhoso.

      Beijos.

      Excluir
  5. Oi Gabi, tudo bom?
    Eu amo essas séries que são tão boas que dá vontade de ver elas em todo tipo de formato. HTGAWM daria um ÓTIMO livro, com certeza. Atypical seria daquele tipo de ya que a gente lê pra ficar de boa com a vida <3
    E Dear White People seria aquele tipo de livro que a gente sai panfletando porque o mundo precisa ler e falar a respeito - igual eu tô fazendo ultimamente com THUG :v
    Amei a lista e o post!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise! Tudo ótimo e com você?
      Sim, eu as veria em todos os formatos.
      Fico feliz que você conheça as séries citadas e que concorde que elas seriam ótimos livros. Seria maravilhoso poder ler estas histórias.

      Beijos.

      Excluir
  6. Oi, Gabi! Só assisti Atypical e La Casa de Papel, dessas, e concordo plenamente que poderiam ser livros! Sério! Ah, mas sempre achei que o personagem de Atypical tivesse autismo. :/

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Fico contente que nas duas que você assistiu, você também imagina que podem ser ótimos livros.
      O Sam de Atypical, tem a Síndrome de Asperger e está dentro do espectro autista. Você não estava errada.

      Beijos.

      Excluir
  7. Oi Gabi,

    Eu ando super por fora do universo das séries, mas acompanhei alguns capítulos das primeiras temporadas de "How to get away with murder" e acho que daria um ótimo livro (ou trilogia/série). "La Casa de Papel" também seria interessantíssimo, pelo que eu já ouvi falar e li a respeito.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI!
      Fico contente que você concorde em relação a essas duas séries. Seria, no mínimo, interessante.

      Beijos.

      Excluir
  8. Oi, Gabi!
    Eu adorei essa ideia e o post. Conheço todas as séries pelo nome e sei mais ou menos a temática de todas elas, mas a única que de fato assisti até o fim foi Atypical e nunca tinha parado pra pensar que ela daria um ótimo livro!
    Beijos,
    http://ofantasmaliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Bom, acredito que Atypical seria realmente um ótimo livro e seria muito emocionante e até engraçado.

      Beijos.

      Excluir
  9. Oie
    Já assisti algumas das séries citadas e são muito boas mesmo, vale a pena conferir.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Sim, vale mesmo a pena conferir estas séries.
      Beijos.

      Excluir
  10. Olá, Gabi.
    Só assisti as duas ultimas e concordo muito com você. Eu leria com certeza hehe. Tenho certeza de que seriam ótimos livros de suspense.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil!
      Fico feliz que você concorde que elas dariam ótimos livros, eu também leria, com certeza.
      Beijos.

      Excluir
  11. Bom, eu discordo mas respeito!
    Acho que Six Feet Under, The Sopranos, The Killing poderiam se facilmente livros.

    LOOKING E GIRLS ENTÃO!

    clebereldridge.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também respeito você discordar, tudo bem.
      Não conheço essas que você citou, mas vou tentar assistir.

      Beijos.

      Excluir
  12. Oi, Gabi!

    Primeiro preciso dizer que a ideia desse post foi muito incrível! Ficou super criativo pensar nessas séries virando livros, detalhando momentos que nas telas precisam ter um ritmo mais acelerado...
    Eu AMEI a primeira temporada de Atypical. A leveza com que trataram o assunto, o humor na dose certa, as informações sendo passadas sem ficar teórico demais... Tudo ótimo! Mas, se fosse em livro, poderíamos ter mais informações, mais situações vistas por outras perspectivas talvez. Nossa, ia ser muito bom!!!

    La Casa de Papel ia ter que ser uma Saga, por favor. Muitos detalhes. Queremos tudo. O passado dos personagens, o futuro... tem nada disso de ficar entediante, não. Vamos morar nos livros kkkkk

    HTGAWM eu tô atrasada. Só vi a primeira, mas vou retomar. E as outras duas já coloquei na lista. #aloka. No entanto, já concordo de antemão que todas deveriam ter livros. Essa ideia foi ótima.

    beijooos

    http://www.aquelaepifania.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá Gabi
    Eu ainda não tive a oportunidade de assistir nenhuma dessas séries, mas acho que se fossem livros eu leria, atypical, suits e la casa de papel. Amei o post!
    Beijos <3

    estanteclassica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Eu estava pensando em escrever um post esses dias sobre isso, mas a ideia era de filmes hahaha. Adoreeeei!

    E sim, acho que Atypical ia ser um livro MARAVILHOSO! Confesso que se La Casa de Papel fosse livro possivelmente eu nem leria haha, nao faria meu tipo de leitura kk.

    Outras séries que eu super gostaria que virassem livros seria Jane The Virgin, seria divertidíssimo, assim como a série. Adoraria também uma série de Reign! Tem uma série que eu quase nunca vejo ninguem falando que foi cancelada na primeira temporada (INFELIZMENTE E INJUSTAMENTE) que é Selfie e acho que ela daria um chick-lit maravilhoso! ♥ Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  15. Ahhh Gabi vc sempre tem os melhores tops! Impressionante! Se Atypical fosse livro eu com certeza leria, amo essa serie! E por mais que eu reclame da Shonda, leria tb qualquer livro de série dela kkkkkkk

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  16. Ainda não assisti nenhuma delas.

    Tem sorteio novo la no blog, te convido a participar! http://www.cobaiaamiga.com/2018/03/resumo-da-semana-sorteio-makes.html

    ResponderExcluir