RESENHA | O Livro de Memórias – Lara Avery

Livro: O Livro de Memórias
Autora: Lara Avery
Editora: Seguinte
Páginas: 352
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano. 
É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava.
Sammie não é popular, mas isto não importa, pois ela é inteligente. Sammie mora naquela cidade pequena, mas não importa, ela vai para Nova York. Sammie vai conquistar cada coisa que desejou porque planejou todo o seu caminho para conseguir tudo o que sempre quis e, para conquistar tudo ela só vai precisar de sua memória e de sua inteligência, então com certeza, ela conseguirá porque suas memórias e sua inteligência era o que ela considerava mais importante para si. Ela tinha tudo tão certo, tão planejado, nada daria errado. Nada daria errado se não fosse pelo Niemann-Pick.
Niemann-Pick (NP-C) é a doença que Sammie descobre ter no último ano do ensino médio. Essa doença que é extremamente rara, ainda mais na sua idade, vai lhe definhar aos poucos. É o que os médicos dizem. A NP-C vai tirar da Sammie o mais importante de si mesma: as memórias. Também irá lhe causar outros sintomas, mas o que mais lhe machucava era saber que sua memória nunca mais seria a mesma, pois tudo o que tinha planejado dependia de sua memória.
No entanto, Sammie não se deixa abater pela doença, mesmo sabendo que ela não tem cura. Não seria a NP-C que destruiria seus sonhos. Por isso, Sammie resolve começar a escrever suas memórias em um arquivo no notebook – afinal, ela leva o notebook para todos os lugares –, não seria um diário, seria o livro de memórias para que quando a doença a atingisse, ela pudesse ler e então se lembrar de tudo. Com seu livro, Sammie vai passando pelo seu último ano, descobrindo novos sentimentos, despertando antigas emoções e entendendo que mesmo se esforçando muito, será uma batalha dura contra a Niemann-Pick, mas, que de uma forma de outra, pode lhe mostrar muitos coisas por diferentes ângulos.
Sammie é uma verdadeira protagonista. Ela consegue entregar ao leitor a importância de sua história e não pela doença e sim por quem ela é. Ver que, ao contrário de muitos que entrariam em estado de depressão, ela é forte o suficiente para seguir em frente e buscar alternativas para o que deseja faz leitor pensar se está fazendo o seu máximo para que seus sonhos se realizem. Sammie é inteligente, é amorosa, é sincera, é linda e é apaixonante. Acho que isso é o melhor da personagem, em meio a tantos livros que podem ter o enredo parecido, a protagonista é única e consegue fazer o leitor amá-la, sem sombras de dúvidas, é impossível não amar Sammie e não torcer para que ela vença esta batalha.
"Não gosto de não saber em geral. Eu deveria sempre ser capaz de saber.
E é aí que você entra, Sam do Futuro.
Preciso que você seja a manifestação da pessoa que eu sei que vou ser. Posso vencer isso, sei que posso, porque quanto mais registro para você, menos vou esquecer. Quanto mais escrevo para você, mais real você se torna."
Neste livro, temos muitos personagens e todos com muita importância e não posso entrar muito em cada um deles porque é impossível fazer isso sem soltar algum spoiler, por isso, tentarei ser o mais breve possível. Maddie é, talvez, a melhor amiga da Sammie, pelo menos está sendo ao decorrer de seu último ano. Elas são extremamente diferentes, mas ainda conseguem entender o que é importante uma para a outra e é maravilhoso ver esta relação. Stuart é o escritor por quem Sammie sempre foi apaixonada e agora ela poderá sentir tudo de verdade, tendo o primeiro encontro que talvez imaginasse que nunca fosse acontecer. Coop é o melhor amigo que um dia se tornou apenas um conhecido, mas então, mesmo que ainda não saiba, Sammie sente falta dele e agora terá a chance de saber porquê se afastaram tanto.
"Tem uma parte de mim que quer ser extraordinária. Como se eu quisesse acreditar que, com empenho e boas ideias, cada um pode ser o que quiser."
E, por fim, temos a família de Sammie. Seus três irmãos mais novos e seus pais. Sentimos que Sammie se dedicou tanto a seu futuro que se afastou um pouco de sua família e ao decorrer do livro vemos isto mudando. O mais interessante é ver que, enquanto Sammie não entra em depressão e tenta seguir em frente contra todas as probabilidades, seus pais são obrigados a lidar com uma realidade e é triste e emocionante ao mesmo tempo ver que eles, como pais, que também estão sofrendo, são obrigados a trazer a filha para a realidade, mesmo que seja duro. É muito bom ver que a autora vai trabalhando delicadamente cada uma dessas relações. É um dos pontos altos do livro.
"Não estou me iludindo: sei que estou doente. Mas não vou me preparar para o fracasso."
A história é realmente o livro de memórias da Sammie. Antes de lê-lo, imaginei que a história seria narrada de um ponto onde mostrasse a rotina da Sammie e os momentos em que ela escrevia o livro de memórias, no entanto, a história que estamos lendo é o livro de memórias. Já começamos desde o dia em que Sammie resolve escrever o livro. É extremamente complicado explicar, mas por ser justamente assim, o livro consegue entregar as emoções e os sentimentos integrados nas páginas para o leitor, é algo tão íntimo, tão verdadeiro que logo após o primeiro capítulo estamos totalmente envolvidos. Cada detalhe como este torna O Livro de Memórias ainda mais único.
"Eu sei que isso é sombrio, Sam do Futuro, mas há algo de libertador em pensar na morte. Eu não achava que ia morrer bem naquela hora, no quarto da Maddie, e não tinha nenhuma vontade de morrer, mas quando você se dá conta de que está perto da morte – quando ela é muito real –, sentir medo de coisas muito menores, como pessoas e festas e Stuart Shah... tudo isso parecia bobo.
Eu tenho uma oponente maior e mais impiedosa."
Em uma resenha preciso evitar ao máximo falar muito sobre o enredo, para não acabar escapando um spoiler da história, e sinceramente, nunca senti tanta dificuldade com isso. Eu quero contar para todos sobre esta história, quero que os outros a leem, quero conhecer pessoas que leram O Livro de Memórias para conversar com essas pessoas. Fazia muito tempo que um livro não se tornava tão especial para mim e parece que preciso contar para todos. Quero que todos consigam ver a beleza desta história como eu vi, quero que ela signifique tanta para vocês quanto está significando para mim.
"Você não precisa ser um robô, Sam do Futuro. As coisas que você faz não precisam obrigatoriamente seguir na direção de um objetivo. Às vezes você pode parar ou fazer uma pausa, pelo menos. Às vezes você pode simplesmente ser.
Essa resenha nunca chegara a um terço do que este livro significou para mim. Não sei se todos vão sentir da mesma forma porque parece ser bem pessoal, mas sei que O Livro de Memórias vai te abraçar e vai te emocionar de alguma forma. Não tem palavras que expressam o quão maravilhoso ele é e, talvez vocês não acreditem, mas estou chorando enquanto escrevo a resenha porque esta história me provoca isso. Não gosto de escrever post's tão pessoais e citar tanto "eu" porque parece não ficar profissional, mas assim como Sammie, estou me permitindo, talvez pela primeira vez, até porque não conseguiria escrever de outra forma.
"É por isso que estou escrevendo para você, acho, e não tirando um monte de fotos. Uma foto não vai tão fundo. E o antes e o depois? E tudo que não coube no enquadramento?
E todas as coisas?
A vida não é só uma série de conquistas." 
O Livro de Memórias é da Sammie, mas a escritora é tão maravilhosa que nos permite sentir que ele é nosso. Cada capítulo, cada estrofe, cada frase, cada palavra, cada vírgula e cada ponto final tornam O Livro de Memórias único e mostra lições que não podem ser citadas aqui, pois não teria fim. Se tornando íntima do leitor, esta história leva cada pessoa para o mais profundo de si mesmo e cada um vai se perguntar: O que estou fazendo para que meus sonhos se realizem?, Estou realmente dando valor ao que tenho agora? e, por fim e talvez mais importante: Estou aproveitando cada dia que tenho?
"Ouça, você pode ir para onde quiser, você pode conquistar o mundo, você poderia ter ido para Nova York e ter tido muito sucesso lá, e sei que teria... Mas, quanto mais você ganha, quando mais pessoa precisa derrotar ou deixar para trás, menor o seu mundo fica."
Adquira

12 comentários:

  1. Eu amo a abordagem desse livro! Ele conquista desde a capa até os mínimos detalhes. Amei sua resenha!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gabi
    Que resenha mais linda! Eu sei quando a gente quer conversar muito com alguém que já leu algo que lemos, assim nos sentimos compreendidos.
    Eu nunca me interessei por essa obra porque imaginei que não fosse gostar do teor dela, achei tratar de um sick-lit, mas já percebi que estava totalmente enganada, então vou procurar ler a obra o quanto antes.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabi, eu comecei a ler achando que não seria tão pesado, mas a medida que fui lendo fui me emocionando bastante. Gosto da personalidade da protagonista e chorei bastante com o final.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Gaby!
    Não conhecia esse livro, mas fiquei completamente encantada após ler a sua resenha. Amo quando os livros nos toca assim, ao ponto de indagarmos e fazermos questionamentos internos. Achei bem interessante e já quero ler!
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  5. Oii! Desculpa o comentário breve, mas estou passando pra avisar que te indiquei pra uma TAG lá no blog, viu? Beijão!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Gabi.
    Eu amei esse livro. Me emocionou profundamente. Eu li ele no ano retrasado e a Sammie ficou marcada no meu coração, tanto que escolhi ela como personagem do ano no meu balanço de fim de ano. E o final eu queria outro, mas gostei da forma como terminou.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi, Gabi!
    Já haviam me indicado esse livro. Depois dessa resenha maravilhosa, com certeza vou dar uma chance a ele. Tenho certeza que ele vai mexer comigo também.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Esse livro sempre me chamou a atenção pela capa! E agora vendo a resenha com a sinopse detalhada sobre a história fiquei ainda mais apaixonada e querendo ler logo! Parecer realmente ser muito bom! ☺ Parabéns pela resenha, está linda e muito bem escrita! Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  9. Oiii Gabi

    Esse livro parece ser diferente e intenso na história, daqueles que vai prendendo o leitor e fazendo a gente se apegar à cada personagem. Legal saber aliás que todos possuem importancia na trama, isso faz com que a gente se identifique sempre com alguém ali.

    Ótima dica.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Oie
    Não é de hoje que tenho curiosidade em ler este livro, o tema chama muito a minha atenção e suas ressalvas me deixaram mais entusiasmada para ler.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nossa! Fiquei extremamente curiosa para ler. com certeza, esse vai ser o próximo livro que eu vou comprar. Tô muito curiosa! Confesso que não li toda sua resenha por medo de levar spoiler, mas, obrigada por indicar!

    Nanda, Gravado na Memória

    ResponderExcluir
  12. Vim pelo post do Felipe Neto e acabei aqui nessa LINDA resenha,nunca tinha ouvido falar deste livro porém esses dias estava pensando em encontrar um daqueles livros que marcam a nossa alma e acho que achei!!estou louca pra comprar agora... obg Gabi

    ResponderExcluir