1 Livro para cada música da Halsey

Você talvez já tenha escutado falar da cantora Halsey, principalmente porque ela vem se destacando muito na indústria da música com sua voz e suas canções que são, realmente, maravilhosas. Depois do sucesso de Closer em parceria com a dupla de DJ's, The Chainsmokers, a cantora alcançou cada vez mais pessoas com as suas próprias músicas, por isto, hoje, além de indicar várias músicas dela para vocês, vamos relacionar as letras das músicas com livros que são tão bons quantos as músicas. Portanto, hoje você tem dicas literárias e musicais.

DIVERGENTE - VERONICA ROTH | HOLD ME DOWN - HALSEY

Começando na música muito cedo, Halsey teve que começar a cantar em bares e lugares comerciais para conseguir pagar suas contas, já que não estava bem financeiramente nesta época. No entanto, logo após conseguir um contrato com a gravadora Astralwerks, gravou seu primeiro álbum, Badlands, que tinha em sua segunda faixa a música Hold Me Down que estava sendo lançada para todos os públicos.
Com uma letra profunda e que, de verdade, vocês precisam conhecer, Hold Me Down se assemelha a Divergente no seguinte trecho: "Estou desamparada, me agarrando na coluna / Eles me apressam, dizendo que meu tempo está acabando / Eles me calam, me levando através de uma linha frágil..."
Mesmo que em contexto não pareça se relacionar tanto com a história do livro, este pequeno trecho da música remete muito ao início de tudo e dos sentimentos de Tris, a protagonista. Ela estava sendo apressada para fazer uma escolha, escolher sua facção e, mesmo que fosse uma escolha sua, sabia que escolher o que desejava, iria deixá-la desamparada, como deixou porque teve que deixar a família e se adequar a algo totalmente diferente de sua realidade. Além disso, ao saber que era Divergente – mesmo não sabendo o que isto significava –, ela teve que se calar, tornando-se talvez mais frágil, principalmente porque no início não tinha noção da sua força. Quando ouvi pela primeira vez a letra desta música, foi impossível não pensar em Divergente e na Tris e em seu início naquela nova jornada.

RIO DE TINTA - ANA LATTARULI | COLORS - HALSEY

Também de seu primeiro álbum, Badlands, lançado em agosto de 2015, Colors é a sexta faixa do álbum. A cantora lançou um clipe para a música em fevereiro de 2016 que já conta com mais de 140 milhões de visualizações. 
Tendo de duração 4 minutos e 9 segundos, esta música já se relaciona com o livro Rio de Tinta só pelo título: Cores. Quem leu o livro sabe da importância que as cores tem para a protagonista e para história. No entanto, não é somente no título que a música e o livro se assemelham, mas podemos dizer que quase na letra inteira, porém, escolhemos um trecho específico para falar aqui: "Você está gotejando como um nascer do sol saturado / Você está derramando como uma pia transbordando / Você está rasgando em cada extremidade, mas você é uma obra prima / E estou rasgando as páginas e a tinta...", sendo este o trecho escolhido, não tem como negar a relação dele principalmente com a protagonista. Com toda a sua, talvez, excentricidade, Ally é realmente como o nascer do sol, belo e admirável. Ela transborda todos os sentimentos do mundo porque ela sente tudo com muita intensidade e verdade. Com todo o significado que as cores tem para si, Ally não tem noção disso, mas é uma obra prima para muitas pessoas. Não somente este trecho, mas outros que falam sobre cores específicas, todos eles nos remetem demais a esta protagonista emocionante e real, porque se tenho algo que tanto a música e o livro conseguem passar é uma verdade.

CIDADES DE PAPEL - JOHN GREEN | HURRICANE - HALSEY

Assim que realizou o contrato com a editora, antes de lançar o álbum, Halsey lançou um EP, denominado de Room 93, que foi lançado no dia 27 de outubro de 2014. Neste EP de 5 faixas, tinha como terceira faixa a música Hurricane, que teve seu clipe lançado 11 dias antes do lançamento do álbum e hoje já conta com mais de 34 milhões de visualizações no YouTube.
Para quem leu o Best-Seller do John Green, consegue encontrar semelhanças entre o livro e a música na letra toda, principalmente, porque parece descrever a personagem Margot. Porém, tiramos um trecho que vai mais de encontro com a personagem: "Eu sou uma aventureira / Sou uma noite sem compromisso / Não pertenço a cidade nenhuma / Não pertenço a homem nenhum / Eu sou a violência na chuva que cai / Eu sou um furacão..." 
Margot era realmente um furacão que marcava as pessoas, como marcou Q, no entanto, independente disto, ela era uma alma livre, que desejava apenar seguir em frente, sem compromisso algum, independente se você a amava ou não. O sentimento de não pertencer a ninguém e a lugar nenhum sempre seria e sempre será maior que ela. Sei que muitos não gostam do livro, principalmente pelo filme que foi feito dele, mas não tem como negar a forma como a Margot está ligada a este trecho de música, como se estivesse descrevendo quem ela verdadeiramente é.

DOCE AMARGO - EVELYN SANTANA | ALONE - HALSEY ft. BIG SEAN, STEFFLON DON

Agora já em seu segundo álbum de estúdio, intitulado de Hopeless Fountain Kingdom e lançado no dia 02 de junho de 2017, Halsey atingiu o número 1 na Billboard 200. Mesmo sendo a quarta faixa de seu álbum, Alone foi o terceiro single lançado pela cantora, no dia 15 de março de 2018. Logo após isto, no dia 06 de abril de 2018, Halsey lançou o clipe oficial do single que já conta com mais de 22 milhões de visualizações.
Relacionando a música com o romance Doce Amargo, de Evelyn Santana, conseguimos ver claramente o casal da história no seguinte trecho: "E eu nunca consigo pedir desculpa porque eu não admito a culpa / Eu sei que eu sempre desapareço e você fica acordado / Mas se você perguntar por que estou distante, oh, eu estou fugindo"
Este trecho remete muito a história deste casal porque Robert tenta diversas vezes se distanciar, para não machucar Linda, mas é justamente este distanciamento que a machuca e, quando ela acha que ele está distante dela, ele está na verdade fugindo. Fugindo do que sente, fugindo do que fez e fugindo da culpa que sente por ter enganado a quem ele pode estar amando.
As quatro músicas escolhidas representam diversas fases da cantora ao decorrer da carreira, para que assim, caso vocês não a conhecem, possam entender e conhecer melhor o trabalho dela que é realmente magnífico. Assim como as músicas, os livros escolhidos também são extremamente maravilhosos e nos trazem histórias lindas, emocionantes e verdadeiras.

9 comentários:

  1. Olha só que legal, bem interessante seu post. Gostei muito :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gabi
    Eu acho maravilhoso sua criatividade pra fazer um post assim porque eu mesma não consigo pensar em nada. Eu não conheço a cantora, tô precisando então dar uma ouvida nas músicas dela. A propósito, concordo com o trecho sobre Doce Amargo e Cidades de Papel, ainda mais porque Margô é um furacão totalmente egoísta que muda a vida de Quentin, sinceramente, detestei esse livro do Green.
    Adorei tuas escolhas!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá...
    Adorei o post!
    Ainda não conhecia a cantora, mas, amei comparar os trechos que você selecionou com as respectivas histórias... Seu post ficou maravilhoso! Além disso, aproveitei pra pegar muitas dicas literárias e musicais também ;)
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Gabi.
    Sou totalmente por fora quando o assunto é musica. Por isso não conhecia ela. Mas gostei da voz dela. E achei muito legal você relacionar os livros com as musicas. De todos só li Divergente que gostei muito.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Gostei muito do post, você é bem criativa! Gostei também da cantora, ainda não conhecia, rs.

    Beijos!
    Flor de Outono

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabi! Infelizmente não conheço muito a cantora, apenas Hold me down <3 Mas adoro a associação de musica com livros e o post ficou ótimo!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oie,
    Bem legal seu post, relacionar uma música com um livro.
    Não conheço muito a cantora, só conhecia Closer e Hold me Down.
    Sua relação me fez querer ler Rio de tinta.
    Beeijoo!!!

    Grazy Carneiro
    Meus Antídotos

    ResponderExcluir
  8. Eu sou uma das que nunca tinha ouvido falar dessa cantora. '-'
    Adorei o visual dela, a voz e as músicas são muito boas mesmo!! A voz dela me lembrou muito a de uma cantora alternativa que adoro chamada Kerli.
    Também gostei das dicas de livros =D
    Bjs

    http://livrelendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie
    Não conhecia a cantora e adorei o post, bem criativo.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir