3 Animações que poderiam ser livros

Animações, os famosos filmes de desenhos, não só agradam as crianças, como a todos os públicos, tornando-se o sucesso que é. Os desenhos, com sua inocência e simplicidade, passam ótimas histórias que poderiam ser tornar grandes livros. Alguns desenhos já são baseados em livros, porém muitos deles não são e, se você nunca pensou na sua animação favorita como um livro, pode começar a pensar.
Independente se os personagens são humanos, animais ou objetos, o importante é a capacidade deles de transmitirem uma história capaz de fazer qualquer um sorrir ou se emocionar. Por isto, separamos 3 animações que são realmente maravilhosas e que com certeza poderiam ser ótimos livros.

LILO & STITCH

Após grandes produções, a Disney, em 2002, decidiu investir em um filme mais barato. Chris Sanders que foi convidado para criar a ideia do filme, decidiu aproveitar seu personagem, Stitch, que foi criado para um livro, mas não foi usado. Fazendo alterações, ele criou a ambientação da história no Havaí, pois assim conseguiu definir a trama melhor. Lilo & Stitch, já pensando em ser uma produção mais barata, foi lançada diretamente em vídeo, em DVD. Mesmo que não tenha sido exibido em nenhuma sala de cinema, a produção foi um sucesso e apontado como um dos novos clássicos da Disney.
A história é a seguinte: Sendo chamado de Experimento 626, Stitch e seu criador são condenados por experiências ilegais que resultou em sua criação. Sendo perigoso para a sociedade, Stitch consegue fugir, roubando uma nave e usando-a para chegar a Terra. Ele acaba aterrissando no Havaí, onde mora a garotinha Lilo, que está ameaçada de ser retirada da guarda da irmã mais velha.
Após ir em um abrigo para animais, Lilo acaba adotando Stitch – ela que vem a escolher seu nome –, mesmo ele não se parecendo com um cachorro. Enquanto um agente e seu criador estão perseguindo Stitch, Lilo tenta conviver com ele dentro de sua casa, no entanto perceberá que não é tão fácil assim, já que o "bichinho" que ela tanto ama, não foi criado para amar.
Vocês provavelmente já conhecem esta história e depois de tanto assistir, é impossível não ver a forma como esta história seria uma ótimo livro. Mostrando uma família incompleta e que cada um pode ter suas esquisitices, a história demonstra que não importa o tamanho da família ou a forma como ela é constituída, não existe loucura que acabe com o amor entre eles, sendo até possível ensinar alguém que não sabe amar, a importância que este sentimento tem. Não focando em um romance, a história seria um bom livro para todos os públicos – assim como o filme é –, pois falaria sobre família, imperfeições e amor.

BEE MOVIE - A HISTÓRIA DE UMA ABELHA

Produzido pela DreamWorks e dirigido por Steve Hickner e Simon J. Scomum, em 2007, teve-se a ideia de um filme sobre abelhas durante um jantar entre Jerry Seinfeld e Steven Spielberg. 
Talvez despretensiosa e diferente pelo inseto usado como protagonista, a história retrata a vida de Barry, uma abelha que acaba de se formar e, então é obrigado a escolher o que quer ser para o resto da vida. Sentindo o peso desta decisão, pois não entende porque sua profissão tem que ser única e eterna, Barry se propõe a sair da sua zona de conforto, se aventurando pelo mundo fora da sua colmeia. Conhecendo Vanessa e começando uma amizade com a humana, Barry logo percebe que os humanos consomem de forma descomunal o mel que as abelhas produzem. Entendendo a gravidade dessa situação, Barry começa a conhecer a ou uma das suas vocações e processa a raça humana por roubo de mel. A partir disto, homens e abelhas passam a conviver e isto gera inúmeros conflitos que, agora, Barry terá que resolver.
A história talvez "bobinha" para alguns representa a situação da maioria dos jovens que sentem a pressão de ter que escolher uma profissão para a vida, mesmo que nem conheçam. E é justamente deste ponto que pode-se ter um livro. Pode-se manter as abelhas ou trocar e no livro, termos seres humanos como protagonistas, mais ainda assim, teremos a história de um jovem perdido e pressionado para escolher algo que não sabe se gosta ou que realmente não gosta. E, então, em uma aventura, se permite sair da sua zona de conforto, conhecendo o que o mundo tem a lhe oferecer, mesmo que nem sempre sejam coisas boas e aprendendo que muitas vezes terá que lutar contra o mundo para provar que é capaz de tudo aquilo que acredita.

PROCURANDO NEMO

Quinto filme produzido pela parceria entre a Disney e a Pixar, lançado em 2003, Procurando Nemo é vencedor do Oscar de Melhor Filme de Animação e, tornando-se um dos maiores sucessos da Pixar, a animação arrecadou o total de 921 milhões de dólares ao redor do mundo.
O sucesso conta a história de Marlin, um Peixe-Palhaço, que após perder sua esposa e toda a sua ninhada, decide cuidar sozinho do filho único, Nemo. Tornando-se superprotetor, ele e o filho acabam discutindo no primeiro dia de aula de Nemo e entre esta discussão, Nemo acaba sendo retirado do mar por um grupo de humanos, sendo levado para um aquário. A partir daí, a história se divide em Marlin, que desesperado para encontrar o filho, junta-se a Dory, que tem perda de memória recente; juntos nesta busca, eles conhecem os mais diversos tipos de criaturas, sendo perigosas ou não. Separado, Nemo se vê preso dentro de um aquário de um dentista junto com vários outros peixes e animais aquáticos. Desesperado, junto com seus novos amigos, Nemo precisará aprender a se virar sozinho, tornando-se independente, pois só assim conseguirá fugir e não se tornar o peixe de estimação de uma terrível garota.
Provavelmente um filme que foi assistido por todos, tem-se diversas vertentes desta história que pode ser explorada em um livro. Temos, um filho, que longe do pai pela primeira vez, precisará a se tornar independente, tornando-se autossuficiente. São novas experiências que ele precisará passar sozinho. Tem-se, do outro lado, um pai que precisa aprender a deixar seu filho nadar sozinho – literalmente –, que tem que aprender que o filho precisa descobrir sozinho o que o mundo tem a lhe oferecer, mesmo que doa, pois só assim ele terá a alegria de uma nova experiência. Além disso tudo, a história mostrará a tristeza que é privar qualquer ser de sua liberdade, seja um humano, seja um pássaro preso em uma gaiola, seja um peixe em um aquário. Em todas estas descobertas, um livro que contasse a história de Procurando Nemo iria explorar mais esta relação de pai e filho, mostrando o amor existente entre eles e a importância de se permitirem seguir em frente, aberto para que o oceano tenha a lhe oferecer.
Uma proposta diferente de post para mostrar como a literatura pode estar inserida no nosso cotidiano. Mesmo que seja na imaginação de ver uma animação se tornando um livro. Nunca se sabe, talvez um dia possamos entrar numa livraria e ver Lilo & Stitch sendo vendido para todas as pessoas. Enfim, sonhar é possível, não é?
Espero que tenham gostado do post e comentem aqui embaixo se já imaginaram uma animação se tornando um livro. Qual seu desenho favorito que você queria ver nas livrarias?

12 comentários:

  1. Oi Gabi! Nossa, eu amo animação, então só posso concordar com suas escolhas, dariam mesmo ótimos livros. Sinto saudades de Lilo & Stitch, acho que deveria ter continuações eternas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não assisto muitas animações mas também não tenho nada contra. Se duvidar nem Procurando Nemo eu vi. Kkkk Enfim, apesar desse detalhe acho interessante a ideia de transformá-los em livros e acho que suas escolhas devem ser ótimas para tanto. Enfim, amei essa postagem pois é uma temática bem original e que ainda não tinha visto em outros blogs.

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Seria sensacional ler um livro de Bee Movie, animação incrível! Aliás deveria ganhar continuação, pois rende muita história =D

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gabi
    Eu amei esse post e nunca parei para pensar nessa possibilidade. Tenho certeza que Lilo e Stich e Procurando Nemo dariam ótimos livros. Eu não sei sobre Bee Movie porque não curti o filme, achei bem chatinho. Eu apostaria em "Mamãe, virei um peixe", é um filme bem legal e também tem uma aventura muito interessante.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  5. Ahh eu amo essa animações e também concordo que poderiam ser livros :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabi, tudo bem?
    Adorei a ideia da postagem.
    Realmente seria três adaptações fofas e cheia de ensinamentos.
    Beijos

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
  7. Olá...
    Se tem alguma coisa que amo são animações! Já assisti todas essas apresentadas no post e com certeza são histórias que bem poderiam estar em nossas estantes... Só pra constar, Bee Movie é minha animação favorita de toda vida!
    Amei o post <3

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá...
    Se tem alguma coisa que amo são animações! Já assisti todas essas apresentadas no post e com certeza são histórias que bem poderiam estar em nossas estantes... Só pra constar, Bee Movie é minha animação favorita de toda vida!
    Amei o post <3

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Gabi.
    Acabei de ler uma postagem falando sobre musicas que dariam ótimos livros e agora cheguei aqui e vi sobre animações. Achei bem legal. Como não assisto muitas animações, não conheço nenhuma dessas. Mas pelo que você falou eu acho que dariam bons livros mesmo. Tenho uma amiga que ama o monstrinho do primeiro filme, ela tem um monte de coisa dele hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Com certeza seriam livros bem fofos
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. AAAAAAAA! Que postagem MARAVILHOSA. Adorei relembrar dessas obras tão lindas e repletas de mensagens. As profundidades reflexivas, sem dúvidas, iriam ser ainda mais intensas e somáticas em um livro.

    semquases.com

    ResponderExcluir
  12. Oi!

    Que post lindo. Com certeza tem muita animação que merecia um livro mesmo, até para explorar mais!
    Eu adoro "Procurando Nemo" e "Bee Movie", mas nunca assisti "Lilo e Stitch".
    Eu adoro "Bernardo e Bianca", foi uma filme de desenho animado que me acompanhou na infância e tenho saudades, mas acho que não é muito conhecido. Se eu vejo, páro para assistir, é muito especial.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir