6 Motivos para assistir One Day At A Time

Existem produções artísticas, como uma série, que simplesmente deveriam ser apreciadas por todos. Sabe aquela história que é profunda, que é bonita e que fala sobre tudo o que nossa sociedade está precisando entender mais? Bom, esta série existe e ela se chama One Day At A Time.
Sendo uma série original da Netflix, One Day At A Time é no formato de uma sitcom e já conta com duas temporadas disponíveis na Netflix, sendo que a terceira já foi confirmada para 2019. A história é um remake de uma sitcom dos anos 70 que leva o mesmo nome e, já nesta época, a série já tratava sobre temas sérios e talvez um pouco polêmicos.

Na atual série, retrata-se a vida cotidiana de uma família cubana-americana, onde temos Penelope, uma mãe solteira que está retornando à vida civil após servir ao Exército dos Estados Unidos. Mãe de dois filhos, Elena e Alex, ela tenta refazer sua vida longe do marido, com os filhos e a mãe, Lydia, uma refugiada que deixou Cuba ainda adolescente após a ascensão de Fidel Castro ao poder.
Nesta vida cotidiana comum, tem-se dentro da mesma casa 3 gerações, que tem suas vidas marcadas por diferentes contextos. Em um show que explica muito bem a imigração, a história vai falando sobre diversos temas e mostrando as dificuldades de fazer parte um grupo que sofre preconceito por suas origens, raça, sexualidade e muitos outros temas.

Atingindo 98% de aprovação no Rotten Tomatoes, One Day At A Time é aclamada pelos críticos e amada pelos fãs. Uma história que consegue fazer você rir e chorar no mesmo episódio, tem muito a lhe falar sobre você mesmo.

CONSEGUE MESCLAR MUITO BEM A COMÉDIA E O DRAMA

Por ser uma sitcom, é claro que a série deveria ser uma comédia e eles conseguem fazer isso. A história permite gargalhadas à quem está assistindo, no entanto, os roteiristas e diretores desta série souberam trabalhar cada detalhe dela, inclusive o drama. Por tratar sobre assuntos importantes e sérios, eles não podiam simplesmente deixar tudo como uma comédia, porque não funcionária. Mesmo quando tem momentos engraçados, a série trabalha as outras vertentes, mostrando com realidade a situação, portanto, muitas vezes podemos estar rindo e do nada chorando no mesmo episódio. 
Spoiler: vocês vão rir, sorrir e chorar muito no episódio 13 da primeira temporada!

AS ATUAÇÕES ESTÃO INCRÍVEIS

É extremamente necessário ressaltar o quanto a escolha de elenco desta série foi incrível. Cada um dos atores, sem exceção, são fantásticos. Eles não só atuam bem, como realmente criam uma personalidade e identidade muito própria dos personagens só pela expressão. Como exemplo, a atriz  Isabella Gomez, que interpreta Elena, consegue realmente capitar a essência da personagem, não só com as falas, mas com o conjunto todo. Rita Moreno, que dá vida a personagem Lydia, já é uma atriz mais consagrada e na série, ela faz jus a todos os prêmios que recebeu porque sua atuação é realmente incrível. 
No entanto, não só elas, como todo o elenco – Justina Machado, Marcel Ruiz, Todd Grinnell, Stephen Tobolowsky e todos os outros – são incríveis e realmente se dedicam para passar uma verdade para o público.
O melhor de tudo, é que os atores principais que interpretam os personagens cubanos, não são americanos. Alguns atores tem origem colombiana e porto-riquenho. Isto é interessante porque em muitas produções que querem falar sobre imigrantes e sobre a imigração em si, eles não dão espaço para atores de outras origens, colocando sempre atores americanos, ingleses e tudo mais. A produção de One Day At A Time além de falar sobre o tema, dá espaço para esses atores que vem de outras culturas mostrarem seus talentos.

É UMA SÉRIE PARA TODA A FAMÍLIA

Mesmo tendo classificação para maiores de 14 anos – talvez pelos temas mais "polêmicos" –, a série é para toda a família. É para todas as pessoas. Temos comédia para quem gosta de dar boas risadas, temos temas sérios sendo tratados para quem gosta de algo com mais conteúdo. Temos até uma vertente mais adolescente para os mais jovens se identificarem e talvez até terem casais para "shipparem". No final, todos aproveitam cada pedacinho da série porque é um conteúdo que consegue agregar tudo e chamar a atenção de todos. 

DIFERENÇAS ENTRE GERAÇÕES

Na premissa básica da história, já sabemos que temos três gerações vivendo na mesma casa: A avó, a mãe e os filhos. Mesmo parecendo algo simples, a série soube desenvolver muito bem essa questão do enredo, nos trazendo personalidade e nos apontando lados engraçados, mas também levantando questões sérias. 
O que mais me agradou é a forma como a série conseguiu trabalhar com a evolução do feminismo ao decorrer das gerações. Não que seja uma regra, mas é comum vermos situações machistas que eram vistas como algo comum pelas mulheres antigamente e depois começou a ser questionado e hoje já não é aceito pela maioria. O maior contraste é entre a avó e a neta, sendo que a primeira vê muitas situações como algo muito comum e a outra, sendo declaradamente feminista, questiona e enxerga os problemas de diversas situações. Trabalhando nisto, a série desenvolve as realidades dessas situações e a forma como elas realmente precisam evoluir.

DEBATE SOBRE TODAS AS QUESTÕES QUE ESTÃO PRESENTES NA NOSSA SOCIEDADE

Assim como a série The Fosters, One Day At A Time é uma série que se preocupa muito com o que está acontecendo na sociedade e desenvolve estes temas dentro da história. Sem agressividade, eles conseguem mostrar qual é o problema, o porquê dele acontecer e o desenvolvem. Tendo como base a história da imigração, eles mostram detalhadamente como este é um tema que vai muito além de não ser aceito em um novo país, é um tema que está presente nos pequenos detalhes, como, por exemplo, serem discriminados dentro de uma sorveteria só por causa de sua origem, como se não tivessem o direito de estar lá como todas as outras pessoas. 
Não só isso, a história vai realmente introduzindo, normalmente, diversos temas que precisam muito ser discutidos, como o racismo, a homossexualidade, o patriarcado, a xenofobia, o machismo, o sexismo, a misoginia, a depressão e muito outros. O melhor de tudo é que de forma simples, a série consegue explicar cada um desses temas, permitindo que todo o público entenda, mesmo que quem esteja assistindo só tenha ouvido nunca tenha estudado sobre os assuntos. Ao desenvolver cada um desses problemas, a história mostra todos os seus lados, como a questão da orientação sexual, onde é importante que a família aceite, mas que nem sempre todos aceitam, por puro preconceito. A série consegue realmente fazer todos pensar e repensar sobre cada um desses temas.

UMA FAMÍLIA VAI ALÉM DOS LAÇOS DE SANGUE. O AMOR QUE NELA EXISTE É O MAIS IMPORTANTE

Em One Day At A Time temos uma família comum, porém, temos também a representação de que alguém de fora pode ser parte importante da constituição de uma família. Mostrando o amor entre a avó, a mãe e os filhos, a série mostra o quanto o amigo/vizinho Schneider é importante e membro da família, mesmo que não compartilhem o mesmo DNA. 
Desenvolvendo temas tão fortes, a série mostra que mesmo quando outras pessoas são preconceituosos e apontam o dedo, se a vítima tiver o amor da família, juntos eles vão passar por cima das barreiras. Mesmo quando a própria família ficava confusa em relação a algo, eles estavam juntos, apoiando uns aos outros e mostrando a importância da relação entre seus membros. Não importa pelo que cada um deles estejam passando, sempre estarão unidos para enfrentarem o que for necessário.

Dificilmente eu falo sobre séries aqui, mas quando a série for no nível de One Day At A Time, ela precisa ser mostrada e ela precisa ser assistida por todos. One Day At A Time prova para todos que ainda pode se misturar comédia com drama e que pode fazer as pessoas pensarem de uma forma que elas vejam a situação por um todo e não só pelo seu lado.
Espero que depois destes 6 motivos, vocês comecem assistirem esta série, pois eu prometo que vocês vão gostar.

9 comentários:

  1. Oi, Gabi!
    Eu já ouvi falar muito dessa série, dessa questão familiar que ela traz, que por sinal é o que sempre as melhores séries tem, e essa questão do preconceito contra imigrantes latino-americanos que os americanos tem e muito, mas eu tento tanta preguiça de série que provavelmente não assistiria. Mesmo assim vou guardar sua indicação e também indicar para as pessoas que gostam de séries assim.
    Beijos!
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Oiii Gabi

    Adorei a dica, depois de uma recomendação tão bem escrita, como não dar uma oportunidade?
    Adorei a temática que trata, debatendo assuntos atuais. Essa mescla de drama e comédia + relações intensas de familia é sempre delicioso de se assistir e quando da pra contar com atuações bem feita,s melhor ainda. Vou assistir com certeza.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Adoro séries com questões familiares, adorei a indicação e já quero assistir.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Gabi!
    Não conhecia essa série mas achei muito interessante esse enredo sobre cubanos vivendo nos EUA. Vou procurar, com certeza!
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  5. Olá, Gabi.
    Não conhecia essa série ainda, mas você me convenceu. Vou querer assistir sim por vários dos motivos que você citou. Eu gosto muito dessa tema família e se ainda mescla comédia com drama na medida certa é comigo mesmo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Não conhecia e já coloquei na minha lista! Terminei recentemente Kurt Seyt e Sura, apesar de não ter gostado muito do epílogo, a série turca é bem diferente do que vemos por aí.

    Beijos,


    Viaje na Leitura

    ResponderExcluir
  7. Oi Gabi,
    Ainda não assisti a série, mas gosto da temática e por ser Netflix, acho que vou ver em breve!
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Gabi! Eu fico enlouquecida (no melhor sentido) com séries que conseguem mesclar tão balanceadamente a comédia e o drama. Com essa profundidade crítica e tão fundamental estando misturada com cargas de leveza tão alastrada, a série deve formular um tesouro certeiro. Não tinha ouvido falar dela em canto nenhum ainda, acredita? Amei loucamente a indicação!

    semquases.com

    ResponderExcluir
  9. Caramba, não sabia que a série é assim. Amo The Fosters, adorei essa que é parecida, já quero assistir sério! Acho que vou ver um ep antes de dormir! Obrigada pela indicação <3

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir